Escolha as suas informações

EUA mandam apreender jato luxemburguês de oligarca russo
Mundo 3 min. 10.08.2022
Sanções europeias

EUA mandam apreender jato luxemburguês de oligarca russo

Sanções europeias

EUA mandam apreender jato luxemburguês de oligarca russo

Foto: Jema/Pixabay
Mundo 3 min. 10.08.2022
Sanções europeias

EUA mandam apreender jato luxemburguês de oligarca russo

Simon MARTIN
Simon MARTIN
O multimilionário Andrei Skoch é o verdadeiro proprietário deste Airbus por meio de uma série de empresas de fachada.

Desde o início do conflito na Ucrânia, têm chovido sanções contra o país de Vladimir Putin. No Luxemburgo, a ministra das Finanças Yuriko Backes (DP) explicou em junho passado que mais de 90 pessoas e 1.100 entidades legais integram esta lista de sanções só no Grão-Ducado. Tratam-se de ativos bancários e títulos no total de 4,2 mil milhões de euros que foram congelados.

Mas a última das sanções com ligação ao Grão-Ducado prende-se com um jato privado. De facto, o Departamento de Justiça dos EUA anunciou no início da semana que as autoridades americanas tinham obtido um mandato para apreender o avião privado de Skoch, no valor de mais de 90 milhões de dólares.

Os EUA justificam esta decisão com base numa violação das sanções do país relacionadas com a invasão russa da Ucrânia. Na realidade, o multimilionário era um dos últimos oligarcas russos na mira das autoridades do país. O objetivo era exercer pressão sobre Putin e a sua comitiva para pôr fim ao conflito. 


UmBombardier BD700-1A10 semelhante ao que foi apreendido na terça-feira
Jato privado russo registado no Luxemburgo foi apreendido pelo Reino Unido
Abramovich e Alisher Usmanov, ambos abrangidos pela lista de sanções da comunidade internacional, têm jatos privados registados no Luxemburgo, de acordo com o site Ground Control.

De acordo com vários meios de comunicação americanos, o avião foi localizado pela última vez no Cazaquistão depois de uma viagem que fez a partir de Moscovo. No entanto, é no Grão-Ducado que o trabalho dos investigadores se tem concentrado. Com efeito, o comunicado de imprensa do Departamento de Justiça dos EUA detalha que o Airbus sujeito a um mandado de apreensão tem o número de cauda P4-MGU e o número de série 5445.

Após uma breve pesquisa, torna-se claro que oficialmente o jato pertence à Global Jet Luxembourg, conhecida companhia de táxis aéreos europeia com a sede luxemburguesa em Hesperange. No entanto, de acordo com a Procuradoria dos EUA para o Distrito Sul de Nova Iorque, citada pelos jornais americanos, a empresa serve de fachada para esconder o verdadeiro proprietário do avião, que não é outro senão o oligarca Andrei Skoch. "Skoch é o verdadeiro proprietário do Airbus através de uma série de empresas de fachada", disse o Departamento de Justiça na sua declaração, justificando a decisão.


Em maio, Itália confiscou um suposto iate de Putin, avaliado em 650 milhões de euros
Como é que os oligarcas russos escondem a sua riqueza?
Os iates de luxo, as mansões e os jatos privados são "relativamente fáceis de apreender". O problema está nas somas de dinheiro escondidas em empresas.

Um terço dos oligarcas russos mais ricos tem bens no Luxemburgo

Não é segredo que a praça financeira luxemburguesa é há muito um dos destinos de eleição dos multimilionários russos. Um terço dos oligarcas russos mais ricos tem bens no Luxemburgo. É o caso de Andrei Skoch, um cidadão russo com uma fortuna de cerca de 6,2 mil milhões de dólares. A Forbes classifica-o como a 403ª pessoa mais rica do mundo. 

Membro da Duma, o órgão legislativo russo, desde 1999, está alegadamente envolvido em negócios obscuros. O magnata já tinha sido sancionado pelos Estados Unidos em 2018 por "ligações de longa data com grupos do crime organizado russo", dado que o próprio tem negado até agora. Devido à guerra na Ucrânia, o seu nome foi um dos alvos das sanções da União Europeia (UE) e do Reino Unido. 

Várias aeronaves ligadas a oligarcas russos

Há alguns meses, soubemos que a Global Jet Luxembourg tinha registado cerca de 15 aeronaves privadas com ligações a oligarcas russos. Ao que se sabe, estes aviões são alugados ou propriedade destas pessoas. Roman Abramovitch,  proprietário do Chelsea, é dono de cinco deles. 


Roman Abramovich.
Luxemburgo imobilizou avião do magnata russo Roman Abramovich
Sabe-se que Roman Abramovich tem um jato privado Gulfstream LX-RAY, que voa sob a bandeira luxemburguesa.

Se, como mencionado acima, o avião ainda estiver no Cazaquistão, será muito difícil para as autoridades norte-americanas apreendê-lo. O país é um aliado da Rússia e não permitiria que a operação fosse levada a cabo. 

Além deste aparelho, de acordo com o mandado de apreensão, Skoch também é proprietário de um iate, um helicóptero e uma vila no hotel Four Seasons nas Seychelles. 

No entanto, estes bens não podem ser apreendidos. Para fazê-lo, as autoridades devem demonstrar que as sanções foram violadas, por exemplo, por transferência de dinheiro através do sistema bancário norte-americano. 

(Este artigo foi originalmente publicado na edição francesa do Luxemburger Wort.)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A embaixada dos Estados Unidos da América (EUA) no Grão-Ducado instou o Governo luxemburguês a posicionar-se contra a anexação da Crimeia à Rússia. O ministro do Trabalho, Dan Kersch, rejeitou de imediato qualquer interferência dos Estados Unidos na política externa do Grão-Ducado.