Escolha as suas informações

EUA. Irmão mais novo de Donald Trump morre aos 71 anos
Mundo 16.08.2020 Do nosso arquivo online

EUA. Irmão mais novo de Donald Trump morre aos 71 anos

EUA. Irmão mais novo de Donald Trump morre aos 71 anos

AFP
Mundo 16.08.2020 Do nosso arquivo online

EUA. Irmão mais novo de Donald Trump morre aos 71 anos

Lusa
Lusa
O presidente dos EUA não explicou a causa da morte de Robert Trump que foi sábado à noite internando num hospital, em Nova Iorque.

 O irmão mais novo de Donald Trump, Robert Trump, morreu no sábado à noite, aos 71 anos, depois de ter sido hospitalizado em Nova Iorque, anunciou o Presidente dos Estados Unidos.

Na sexta-feira, Donald Trump, 74 anos, visitou o irmão num hospital de Nova Iorque, depois de responsáveis da Casa Branca terem afirmado que o estado de Robert Trump era grave, sem ter sido adiantado a causa da doença.

AFP

"É com um coração pesado que partilho que o meu maravilhoso irmão, Robert, morreu pacificamente esta noite", disse Donald Trump, numa declaração.

"Era o meu melhor amigo"

"Não era apenas o meu irmão, era o meu melhor amigo. A sua ausência será profundamente sentida, mas voltaremos a estar juntos. A sua memória viverá para sempre no meu coração. Robert, amo-te. Descansa em paz".

O mais novo dos cinco irmãos Trump era próximo do Presidente norte-americano e, em junho, interpôs, sem êxito, uma ação em nome da família para impedir a publicação de um livro sobre Donald Trump escrito pela sobrinha, Mary.

Em junho, Robert Trump passou vários dias numa unidade de cuidados intensivos.

Empresários de longa data, Robert e Trump tinham personalidades muito diferentes. Donald Trump descreveu uma vez o seu irmão mais novo como "mais sossegado e mais fácil".

O "Trump simpático"

Robert Trump começou a carreira em Wall Street, mas mais tarde juntou-se, como executivo, ao negócio da família para gerir a área imobiliária.

AFP

"Quando trabalhava na Organização Trump, era conhecido como o Trump simpático", disse Gwenda Blair, uma biógrafa da família, à agência de notícias Associated Press (AP). "Robert era aquele que as pessoas chamavam quando surgia um problema".

No livro "The Art of the Deal", que publicou em 1987, o atual Presidente norte-americano escreveu sobre Robert: "penso que deve ser difícil ter-me como irmão, mas ele nunca disse nada sobre isso e somos muito próximos".

"Robert dá-se bem com quase todas as pessoas, o que é ótimo para mim, uma vez que por vezes tenho de ser o mau", acrescentou Trump.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas