Escolha as suas informações

Espanha vai impor teste negativo à covid-19 para quem viajar para o país
Mundo 11.11.2020 Do nosso arquivo online

Espanha vai impor teste negativo à covid-19 para quem viajar para o país

Espanha vai impor teste negativo à covid-19 para quem viajar para o país

Foto: AFP
Mundo 11.11.2020 Do nosso arquivo online

Espanha vai impor teste negativo à covid-19 para quem viajar para o país

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Portugal e Luxemburgo entre os estados que constam da lista.

Os viajantes de países com maior risco de transmissão covid-19 vão ter de ter teste negativo à covid-19, para poderem entrar no país.

A medida foi anunciada esta quarta-feira, 11 de novembro, e impõe a obrigatoriedade de um teste negativo, realizado 72 horas antes da viagem, a todos os viajantes oriundos de países mais afetados pela pandemia, e onde se incluem Portugal e o Luxemburgo - ambos considerados zona vermelha (alto risco), pelo mapa do Centro de Controlo de Doenças Europeu, no qual Espanha se baseia para impor estas condições aos seus vizinhos europeus. 

 A medida entra em vigor  a partir de 23 de novembro, e aplica-se às chegadas a aeroportos e portos. 

Agências de viagens, operadores turísticos e empresas de transporte aéreo ou marítimo, ou similares, devem passar a informar desta nova exigência os passageiros de países considerados de risco da pandemia de covid-19, cujo destino final seja um aeroporto ou porto espanhol, anunciou o Ministério da Saúde espanhol.

Os testes obrigatórios juntam-se a outros métodos de controlo sanitário, como a medição da temperatura corporal, a todos os passageiros internacionais, nos pontos de chegada a Espanha.  

Portugal poderá seguir  estratégia semelhante

Os testes obrigatórios à covid-19, para viajantes, também podem vir a ser uma realidade em breve, em Portugal continental.

A medida, que está prevista na declaração do estado de emergência, foi sublinhada, pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, no início desta semana.

"Hoje já exigimos testes para todos os que cheguem de países terceiros nos aeroportos. Quem vem dos Estados Unidos ou Brasil tem de chegar com um teste. O que nós admitimos é alargar essa possibilidade, se for necessário, a outros países ou também às partidas", afirmou o ministro em declarações à Rádio Renascença.

com agências

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas