Escolha as suas informações

Espanha. Bebé Julen morreu devido à queda no poço
Mundo 15.04.2019

Espanha. Bebé Julen morreu devido à queda no poço

Espanha. Bebé Julen morreu devido à queda no poço

Foto: AFP
Mundo 15.04.2019

Espanha. Bebé Julen morreu devido à queda no poço

Os resultados da autópsia ao corpo do menino de dois anos foram revelados esta segunda-feira.

Quase três meses após o corpo de Julen ter sido descoberto, as autoridades espanholas revelaram esta segunda-feira a causa da sua morte. Ao cair no poço, Julen sofreu um “traumatismo cranioencefálico e raquimedular” e terá morrido “poucos minutos depois da queda”, segundo os resultados da autópsia. O menino de dois anos, que foi encontrado morto pelas equipas de resgate no dia 26 de janeiro, esteve 13 dias preso num poço com 107 metros de profundidade.  


Último adeus a Julen, o menino que morreu depois de cair num poço
Centenas de pessoas encheram hoje a entrada do cemitério de San Juan, no bairro malaguenho de El Palo, para se despedirem de Julen, o menino de dois anos que morreu após a queda num poço há duas semanas em Totalán.

No dia 13 de janeiro, Julen caiu num poço em Málaga, na Espanha, quando estava a brincar com o primo, a poucos metros dos pais que estavam a fazer uma paella com outros familiares. O pai ainda tocou no braço da criança antes de ela cair. Os familiares reportaram às autoridades que ouviram o menino chorar durante a queda, mas depois permaneceu o silêncio. É a segunda vez que o casal passa pela ansiedade de perder um filho.


O mineiro que perdeu o pai num poço está a fazer tudo para resgatar Julen
Há 24 anos, 14 mineiros morreram numa explosão numa mina nas Astúrias. Um deles era português e o pai de Lázaro Alves Gutiérrez, um dos oito mineiros que faz parte da equipa de restage do menino de dois anos que caiu no poço, em Málaga.

As características do terreno, de extrema dureza, dificultaram o trabalho de perfuração de um túnel vertical de 60 metros paralelo àquele em que a criança caiu, o que atrasou a entrada em ação da equipa de resgate para escavar a galeria de acesso ao local onde Julen se encontrava. 




Notícias relacionadas

Autópsia de Julen mostra traumatismos compatíveis com a queda
O corpo de Julen Rosellé, o menino que caiu num poço em Málaga, apresenta um traumatismo cranioencefálico severo” e “politraumatismos compatíveis com a queda”. Este é o resultado preliminar da autospia feita ontem ao corpo de Julen, avança o jornal espanhol El Mundo.
Pais do menino que caiu no poço vivem dupla tragédia
Em 2017, o primeiro filho do casal morreu subitamente enquanto caminhava na praia. Desde domingo, os pais aguardam pelo resgate do segundo filho, de apenas dois anos, que caiu num poço com 100 metros de profundidade, em Málaga, sem saber se a criança voltará com vida ou não.