Escolha as suas informações

Equação certa? Comida grátis. Nesta loja de conveniência a solidariedade faz as contas
Mundo 2 min. 12.02.2020

Equação certa? Comida grátis. Nesta loja de conveniência a solidariedade faz as contas

Equação certa? Comida grátis. Nesta loja de conveniência a solidariedade faz as contas

Mundo 2 min. 12.02.2020

Equação certa? Comida grátis. Nesta loja de conveniência a solidariedade faz as contas

Na loja de conveniência Lucky Candy, em Bronx, na cidade de Nova Iorque, quem acertar um simples problema de matemática, tem cinco segundos para levar tudo o que quiser de forma gratuita.

Podia ser só mais uma loja de conveniência no condado de Bronx, em Nova Iorque, nos EUA, não fosse pela bondade de Ahmed Alwan, um jovem de 20 anos que começou uma campanha na loja da família, para ajudar a sua comunidade. Um simples problema de matemática, cinco segundos esticados com simpatia e a liberdade de escolher tudo o que quiser levar a custo zero, esta é a receita da sua iniciativa solidária. 

Ahmed Alwan, um jovem filho de emigrantes do Iémen, trabalha desde os 13 anos no negócio da família. Hoje, com 20 anos, dava voltas à cabeça sobre como poderia ajudar as pessoas da sua comunidade, de uma forma divertida. Começou por publicar pequenos vídeos na plataforma TikTok e escolheu propor um desafio aos seus clientes, fazendo-lhes uma pergunta de matemática. “É uma maneira de entreter e educar as pessoas carentes, colocando-lhes um sorriso no rosto também”, disse ao canal televisivo CNN. 

 “OT! Se acertares esta pergunta tens cinco segundos para levar tudo o que quiseres!”, ouve-se num dos seus primeiros vídeos publicados no Instagram: “Dez vezes dez menos cinquenta!” “Cinquenta”, responde o cliente já de idade. “Cinco…Quatro…O meu gato não!! Três…Dois…Um!”, ouve-se contar de forma efusiva enquanto o vencedor agarra um expositor de pequenos snacks

Só o nome da loja já dá indícios de boa fortuna “Lucky Candy” (doce de sorte) tem sido motivo de alegria para os moradores da zona e já é  famosa pela Internet. Bastaram duas semanas e treze vídeos publicados para que o gesto solidário de Ahmed Alwan contagiasse o mundo digital. O jovem já ultrapassou os 20 mil seguidores no Instagram e os 400 mil seguidores na plataforma TikTok. 

Hoje, há filas de espera para entrar na loja. Como todas estas ofertas saem do bolso do próprio Ahmed , que quer continuar a espalhar alegria pela sua comunidade, o jovem iniciou uma campanha online para ser possível dar seguimento a esta prática.

Diz que a sua principal preocupação não é dinheiro, mas sim ajudar os membros da comunidade com baixos rendimentos a economizar para despesas de maior prioridade, como rendas de habitação e serviços públicos.

Saleh Aobad, dono da loja e pai de Alwan, disse à CNN estar "muito orgulhoso" do seu filho. "É ótimo vê-lo fazer o bem e ajudar a comunidade, e o mais importante, representar o Islão",  O pai de Ahmed, emigrante do Iémen, diz que a sua iniciativa ”Está a ter impacto positivo nos negócios, trazendo consciencialização e atenção para a loja, além de espalhar positividade por toda a comunidade”.