Escolha as suas informações

Encontro com Netanyahu: Trump reconhecerá Jerusalém inteira como capital de Israel
Mundo 25.09.2016

Encontro com Netanyahu: Trump reconhecerá Jerusalém inteira como capital de Israel

Segundo fonte próxima do encontro, Trump garantiu reconhecer a cidade de Jerusalém como capital de Israel, sem separações

Encontro com Netanyahu: Trump reconhecerá Jerusalém inteira como capital de Israel

Segundo fonte próxima do encontro, Trump garantiu reconhecer a cidade de Jerusalém como capital de Israel, sem separações
Foto: REUTERS
Mundo 25.09.2016

Encontro com Netanyahu: Trump reconhecerá Jerusalém inteira como capital de Israel

O republicano Donald Trump afirmou hoje, num encontro com o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, que reconhecerá Jerusalém como capital "por inteiro" de Israel, se for eleito presidente dos Estados Unidos.

O republicano Donald Trump afirmou hoje, num encontro com o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, que reconhecerá Jerusalém como capital "por inteiro" de Israel, se for eleito presidente dos Estados Unidos.

Donald Trump esteve com Netanyahu num encontro privado em casa, em Nova Iorque, e, de acordo com o gabinete da campanha presidencial, prometeu ainda "uma extraordinária cooperação estratégica, tecnológica e militar", se chegar à Casa Branca nas eleições de Novembro.

"Trump reconheceu Israel como um parceiro vital dos Estados Unidos na luta global contra o terrorismo dos radicais islâmicos", referiu a mesma fonte.

Por seu lado, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu agradeceu a Donald Trump "a amizade e o apoio a Israel", tendo apresentado a posição do país sobre questões internas relacionadas com a segurança de Israel e os esforços para alcançar a paz e a estabilidade.

Hoje ainda, o primeiro-ministro israelita deverá reunir-se com a candidata democrata à Casa Branca, Hillary Clinton.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Donald Trump acusa Obama de dificultar transição
O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou hoje o ainda chefe de Estado norte-americano, Barack Obama, de fazer declarações "inflamatórias" e de dificultar o processo de transferência de poder.
US-Präsident Barack Obama und sein Nachfolger Donald Trump bei einem Gespräch nach der Wahl im Weißen Haus.