Escolha as suas informações

Elisabeth Borne é a segunda mulher a ser primeira-ministra de França
Mundo 16.05.2022
Política

Elisabeth Borne é a segunda mulher a ser primeira-ministra de França

Política

Elisabeth Borne é a segunda mulher a ser primeira-ministra de França

Foto: Ludovic MARIN / AFP
Mundo 16.05.2022
Política

Elisabeth Borne é a segunda mulher a ser primeira-ministra de França

AFP
AFP
O presidente francês Emmanuel Macron nomeou a ministra do Trabalho Elisabeth Borne como primeira-ministra em substituição de Jean Castex, anunciou esta segunda-feira o Eliseu.

"O Presidente da República nomeou Elisabeth Borne como primeira-ministra e encarregou-a de formar um governo", disse a presidência numa declaração. "É a escolha da competência ao serviço da França, de uma mulher de convicção, ação e realização", explicou o Eliseu.

Aos 61 anos, a mulher que foi até agora ministra do Trabalho torna-se a segunda mulher a entrar no Hôtel Matignon depois de Edith Cresson, que permaneceu nesta posição durante onze meses, de maio de 1991 a abril de 1992, durante o segundo mandato de François Mitterrand.


O Presidente francês, Emmanuel Macron, durante um discurso durante a Conferência sobre o Futuro da Europa, a 9 de maio, em Estrasburgo, no leste da França
Macron quer uma "comunidade política europeia" para incluir a Ucrânia
Para o Presidente francês, a Ucrânia "já é membro de coração da nossa Europa", mas o processo de adesão pode demorar "várias décadas".

Licenciada pela Escola Politécnica de Paris, Elisabeth Borne foi responsável pelos Transportes e depois pela Transição Ecológica desde 2017. É uma das apoiantes da ala esquerda do governo e é conhecida pelo seu rigor e competência.

Foi prefeita da região de Poitou-Charentes de 2013 a 2014 e depois chefe de gabinete de Ségolène Royal no Ministério da Ecologia de 2014 a 2015, antes de assumir a liderança da RATP, transportadora de Paris e da Île de France, até à sua adesão ao governo em 2017.

Formação do governo "nos próximos dias"

O seu nome tinha sido regularmente mencionado desde a reeleição de Emmanuel Macron a 24 de abril. O presidente tinha dito que queria um primeiro-ministro com um perfil "social, ambiental e produtivo".


Imagens da festa da reeleição de Emmanuel Macron.
Macron procura primeiro-ministro de cariz "social e ambiental"
O Presidente francês reeleito disse na quarta-feira que o seu próximo primeiro-ministro será alguém com provas dadas no âmbito social e ambiental, enquanto a esquerda e a direita se organizam para as eleições legislativas em junho.

"Ela tem a cultura do Estado, do território e da empresa" e demonstrou "a sua capacidade de levar a cabo reformas", sublinhou o Eliseu. "A transição ecológica está no centro do seu compromisso" e ela é "uma mulher de esquerda com um compromisso social, particularmente para com os jovens, com a aprendizagem e com o envolvimento dos jovens".

Além disso, Elisabeth Borne está "desde o início empenhada ao lado do presidente e do coração da maioria", tendo-se juntado ao partido de Macron em 2017. A formação do governo deve agora ter lugar nos "próximos dias", disse a comitiva do presidente.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.