Escolha as suas informações

Eleições Presidenciais: Brasileiros escolhem hoje entre Dilma Rousseff e Aécio Neves

Eleições Presidenciais: Brasileiros escolhem hoje entre Dilma Rousseff e Aécio Neves

REUTERS
Mundo 26.10.2014

Eleições Presidenciais: Brasileiros escolhem hoje entre Dilma Rousseff e Aécio Neves

As secções eleitorais no Brasil abriram oficialmente às 8h locais (11h no Luxemburgo) para receber o voto de aproximadamente 142,6 milhões de eleitores na segunda volta das eleições presidenciais.

Após a primeira volta, que teve lugar no dia 5 de Outubro, os dois candidatos com o maior número de votos - a actual Presidente, Dilma Rousseff, e o candidato da oposição, Aécio Neves, - voltam a enfrentar-se hoje para definir quem liderará o Governo brasileiro a partir de Janeiro de 2015.

As últimas sondagens indicavam uma ligeira vantagem para a actual Presidente, representante do Partido dos Trabalhadores (PT), com 54% das intenções de voto, face aos 46% do seu opositor, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), visto como de centro-direita.

Dilma Rousseff assumiu o Governo brasileiro em Janeiro de 2011 e pode, conforme permite a legislação brasileira, ser reeleita para mais um mandato de quatro anos.

Eleitores de 14 dos 26 estados brasileiros também serão consultados para escolher o novo governador das suas regiões. Nos demais estados, a disputa ficou definida já na primeira volta, com a eleição direta dos candidatos que receberam mais de 50% dos votos.

Entre as unidades federativas que ainda definirão o seu novo governante estão o Rio de Janeiro, um dos principais estados do país, localizado na região sudeste; o Amazonas, no norte, e o Distrito Federal.

Cerca de 530 mil urnas electrónicas, distribuídas em 5.570 municípios fazem parte do sistema eleitoral brasileiro. Assim como na primeira volta, uma parte dos eleitores - cerca de 22 milhões - estão registados para votar pelo sistema de biometria (identificação pela via digital), sistema que está em fase inicial de testes.

A previsão é de que a votação encerre às 17h locais (20h no Luxemburgo) e o resultado final deverá ser conhecido ainda esta noite (madrugada de segunda-feira no Luxemburgo).


Notícias relacionadas

Facadas só dão dois pontos a Bolsonaro
A última sondagem no Brasil revela que o candidato da extrema-direita perde com todos na segunda volta e que 33% dos apoiantes de Lula prontificam-se a seguir as indicações de voto deste, na semana em que o PT formaliza Haddad como candidato.