Escolha as suas informações

Donald Tusk vai presidir Partido Popular Europeu
Mundo 18.11.2019

Donald Tusk vai presidir Partido Popular Europeu

Donald Tusk vai presidir Partido Popular Europeu

AFP
Mundo 18.11.2019

Donald Tusk vai presidir Partido Popular Europeu

É a primeira vez que um europeu de Leste lidera a grande família da direita da UE.

O presidente do Conselho da União Europeia (UE), o polaco Donald Tusk, é o único candidato à presidência do Partido Popular Europeu (PPE /direita) e vai suceder no cargo o francês Joseph Daul, informou hoje esta formação partidária.

Esta será a primeira vez que um europeu de Leste liderará a grande família da direita da UE, que inclui a CDU da chanceler alemã Angela Merkel e o partido francês Os Republicanos.

A sua nomeação para líder do PPE foi sem surpresa, devido à falta de outros candidatos, e irá ser confirmada na quarta-feira, em Zagreb (Croácia), durante o congresso deste partido.

A eleição será realizada por voto secreto dos 700 delegados e o seu resultado será anunciado no fim da tarde de quarta-feira, disse um porta-voz do PPE à agência de notícias AFP.

Com 62 anos, Donald Tusk ocupou nos últimos cinco anos uma posição-chave entre as instituições da UE, a Presidência do Conselho da UE, que deixará a 01 de dezembro, sendo substituído pelo ex-primeiro-ministro belga Charles Michel.

Desprezado pelo partido nacionalista conservador atualmente no poder na Polónia - Partido da Lei e Justiça (PiS) - Tusk, o ex-primeiro-ministro de centro-direita polaco chegou ao cargo de presidente do Conselho.

Mostrando algum humor nas redes sociais, Tusk alertou o Reino Unido durante as negociações do ‘Brexit’ e escreveu que os britânicos não teriam uma saída "à la carte" da UE.

Articulador das cimeiras europeias, o polaco precisará de todas as suas habilidades conciliadoras para apaziguar o PPE, que no momento passa por alguma agitação.

O mandato do presidente do PPE é de três anos e é renovável por tempo indeterminado: essa função foi ocupada durante 23 anos pelo belga Wilfried Martens (1990-2013), que foi sucedido por Joseph Daul.

Desde a sua criação em 1976, o PPE teve cinco presidentes: dois belgas, um holandês, um francês e um luxemburguês.

Lusa


Notícias relacionadas