Escolha as suas informações

Doentes de Metz transferidos de helicóptero para hospitais alemães
Mundo 2 min. 28.03.2020 Do nosso arquivo online

Doentes de Metz transferidos de helicóptero para hospitais alemães

Doentes de Metz transferidos de helicóptero para hospitais alemães

Foto: A. Bowinkelmann/Land NRW/dpa
Mundo 2 min. 28.03.2020 Do nosso arquivo online

Doentes de Metz transferidos de helicóptero para hospitais alemães

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
A cidade francesa da região do Grand Est é um dos principais centros da epidemia no país.

Doentes infetados pelo novo coronavírus de Metz foram hoje transportados de helicóptero  para a Alemanha, anunciou a ministra da Defesa francesa, Florence Parly, publicou na sua conta na rede social Twitter 

A cidade francesa, que se inclui na região do Grand Est, é um dos principais centros da epidemia no país.

De acordo com a governante francesa os pacientes foram transportados para "hospitais com capacidade para recebê-los", depois de, na sexta-feira, ter contactado a sua homóloga alemã, Annegret Kramp-Karrenbauer, para acordar as modalidades desta transferência de doentes, refere a Lusa.


Covid-19. Alemanha e Suíça estão a receber doentes críticos do Grand Est
Nesta região já faleceram 230 pessoas. Hospitais alemães e suíços na fronteira ofereceram camas para os doentes graves, que aumentaram 38%, em 24 horas.

O objetivo da operação de ajuda entre os dois países é aliviar a sobrelotação dos hospitais nas áreas mais afetadas pela epidemia, como a região leste do país, que em termos relativos tem o maior número de casos registados.

Este fim de semana, segundo avançam as agências, espera-se que 48 pessoas sejam transportadas desta região para a região da Nova Aquitânia (sudoeste) em dois comboios.

Mais 80 mortos no Grande Este

Esta sexta-feira morreram mais 80 pessoas no Grand Est, elevando para 660 o número de óbitos só desta região.

Os dados são da Direção Regional de Saúde (ARS, na sigla francesa), citados pela imprensa local, e contabilizam os casos confirmados de pessoas testadas como positivas para a Covid-19, bem como pessoas não testadas, mas cuja morte é relatada como sendo causada pela infecção.

 À medida que a pandemia vai avançando as estruturas de saúde vão ficando saturadas com o número de doentes. 


Dois novos pacientes de Covid-19 provenientes de Mulhouse chegaram ao Luxemburgo
A situação continua complicada nos hospitais do Grand Est e o Luxemburgo recebe novos pacientes da cidade francesa.

Ontem a ARS registava 3.607 pessoas hospitalizadas no Grand Est, das quais 747 nos cuidados intensivos, 46 a mais do que no dia anterior.

Nas últimas 24 horas, França registou mais 319 mortes devido ao coronavírus, elevando para 2.314 o número total de vítimas mortais no país.

Foram ainda registados mais 4.600 novos casos de Covid-19. Desde o início da pandemia, mais de 37 mil pessoas foram infetadas em França.

Confinamento prolongado até 15 de abril

Também na sexta-feira, o primeiro-ministro francês anunciou queo confinamento obrigatório no país vai prolongar-se por mais duas semanas - até 15 de Abril. 

E esta poderá não ser uma data definitiva, já que admitiu que poderá manter-se para além desse prazo, se a situação sanitária assim o exigir.

“Estamos apenas no início da vaga epidémica. Com o apoio do Presidente da República, anuncio hoje o prolongamento do período de confinamento por mais duas semanas suplementares, a contar da próxima terça-feira até 15 de Abril”, anunciou.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas