Escolha as suas informações

Detenção relâmpago de embaixador britânico em Teerão
Mundo 12.01.2020

Detenção relâmpago de embaixador britânico em Teerão

Detenção relâmpago de embaixador britânico em Teerão

Foto: AFP
Mundo 12.01.2020

Detenção relâmpago de embaixador britânico em Teerão

Teresa CAMARÃO
Teresa CAMARÃO
Robert Macaire foi detido durante uma hora, acusado de incitar iranianos contra o governo. Bruxelas já condenou. Teerão mantêm-se, para já, em silêncio.

A prisão para interrogatório do embaixador britânico em Teerão foi denunciada pelas autoridades do Reino Unido que apontam para uma "detenção ilegal". O diplomata não ficou mais do que uma hora sob custódia, mas o episódio levantou um coro de protestos. 

Em nome dos 28 estados membros, Bruxelas já condenou a detenção relâmpago. No Twitter, o chefe dos ministros dos Negócios Estrangeiros da União revelou-se "muito inquieto depois da detenção temporária do embaixador britânico no Irão". 

Para Josep Borrel "o respeito da Convenção de Viena é uma obrigação". A União Europeia  apela, portanto à "contenção e abertura de um espaço para a diplomacia", menos de 24 horas depois de ter sido informada. 

"Inocente", reclama Rob Macaire 

Entretanto o diplomata britânico, Rob Macaire também foi às redes sociais para descartar qualquer incitação de violência contra o governo de Teerão. 

"Fui a um evento anunciado como uma vigília pelas vítimas da tragédia (do voo) #PS752" da Ukraine International Airlines, abatido na quarta-feira perto de Teerão, escreveu,  adiantando que abandonou o local cinco minutos depois quando algumas pessoas começaram a lançar ‘slogans’ contra as autoridades iranianas que, de resto, assumiram a responsabilidade pelo acidente da aeronave este sábado. 

O Daily Mail avança que o embaixador foi detido por participar e incentivar os protestos. Macaire desmente. Diz que é "normal querer prestar uma homenagem" tendo em conta que, diz, "algumas vítimas eram britânicas".

No sábado à noite, o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Dominic Raab, anunciou que Macaire tinha sido detido, mas não deu mais pormenores.

"A detenção do nosso embaixador em Teerão sem fundamento ou explicação é uma violação flagrante da legislação internacional", declarou Raab.

Sobre o incidente Teerão não disse uma única palavra. Optou pelo silêncio sobre o episódio que atira mais lenha para a fogueira em chamas no Médio Oriente, reacendida pela execução do general iraniano Qasem Soleimani, ordenada pelos Estados Unidos.