Escolha as suas informações

Deputados britânicos pedem que primeiro-ministro convoque imediatamente Parlamento
Mundo 18.08.2019 Do nosso arquivo online

Deputados britânicos pedem que primeiro-ministro convoque imediatamente Parlamento

Deputados britânicos pedem que primeiro-ministro convoque imediatamente Parlamento

Foto: AFP
Mundo 18.08.2019 Do nosso arquivo online

Deputados britânicos pedem que primeiro-ministro convoque imediatamente Parlamento

"Estamos perante uma emergência nacional e o Parlamento deve ser convocado de imediato", afirmam mais de 100 deputados numa carta enviada a Boris Johnson.

Mais de 100 deputados britânicos pediram, numa carta divulgada hoje, ao primeiro-ministro Boris Johnson para convocar imediatamente o Parlamento e voltar a debater o Brexit.

As férias de verão do Parlamento terminam normalmente a 3 de setembro, mas os autores da carta, todos eles opositores do Brexit, defendem que os parlamentares devem estar reunidos em permanência até 31 de outubro, data em que o Reino Unido deve sair da UE.

"O país está à beira de uma crise económica, por nos dirigirmos para um Brexit sem acordo", pode ler-se na missiva. "Estamos perante uma emergência nacional e o Parlamento deve ser convocado de imediato", acrescentam.

Boris Johnson está determinado na saída efetiva do Reino Unido da UE a 31 de outubro, mesmo que sem conseguir renegociar o acordo concluído entre a ex-primeira-ministra britânica Theresa May e Bruxelas.

Jeremy Corbyn, líder do Partido Trabalhista, principal formação da oposição, quer apresentar uma moção de censura contra o conservador Johnson, quando o Parlamento retomar os trabalhos.

Corbyn espera, caso consiga derrubar Johnson, ser primero-ministro interino para tentar conseguir um novo adiamento da data de saída da UE e evitar um Brexit sem acordo, convocando em seguida eleições antecipadas.

O Governo de Boris Johnson tem uma maioria de apenas um voto no Parlamento britânico.

"O que precisamos é de um Governo que esteja pronto a negociar com a UE para não termos uma saída catastrófica em 31" de outubro próximo, afirmou, no sábado, Corbyn. E o Governo de Johnson "não quer claramente fazer isso", sublinhou.

O Parlamento britânico é composto por duas Câmaras, a dos Comuns e a dos Lordes. A Câmara dos Comuns tem 650 assentos.

Lusa


Notícias relacionadas

Na semana decisiva para se saber se vai haver retirada da União Europeia por parte do Reino Unido com ou sem acordo, tudo parece estar em aberto numa telenovela sem fim à vista.