Escolha as suas informações

Depressão Amelie deixa 140 mil famílias sem luz em França
Mundo 03.11.2019 Do nosso arquivo online

Depressão Amelie deixa 140 mil famílias sem luz em França

Depressão Amelie deixa 140 mil famílias sem luz em França

AFP
Mundo 03.11.2019 Do nosso arquivo online

Depressão Amelie deixa 140 mil famílias sem luz em França

Ventos de 160km/hora e fortes chuvas atingiram a costa atlântica francesa causando inundações e muitos estragos. O país continua em alerta.

Dois feridos, 140 mil casas sem eletricidade, dezenas de inundações e 40 pessoas retiradas pelos bombeiros.  

Este é, nesta manhã de domingo, o primeiro balanço do resultado da passagem da depressão Amélie pela costa atlântica norte e sudoeste da França. A tempestade continua por terras gaulesas, com ventos fortes e chuvas violentas. Inundações estão a repetir-se agora no Alpes e Córsega.  Até amanhã, 14 departamentos do país continuam em alerta laranja.

A França não dormiu esta noite confrontada com o poder da depressão Amélie. Fortes ventanias com rajadas a chegar quase aos 170 Km/hora. Mas a chuva e o vento invadiu a costa e sudoeste francês fazendo muitos estragos materiais, cortando estradas e caminhos de ferro, e ferindo duas pessoas. 

O acidente aconteceu em Morbihan, na Bretanha quando uma árvore de 15 metros caiu numa estrada com quatro faixas entre Vannes e Lorient, por volta das 5h30 da manhã. O tráfego foi cortado, segundo noticia o jornal ‘Ouest France’. 

No sudoeste as inundações já levaram à retirada de pelo menos 40 pessoas pelos bombeiros. Em Marselha choveu numa hora o equivalente a um mês de chuva o que provocou diversas inundações na região. 

Por todas as regiões afetadas os bombeiros foram chamados dezenas de vezes e as inundações multiplicaram-se.

Perto de 140 mil pessoas acordaram neste domingo de manhã sem eletricidade, sobretudo nas regiões dos Pirineus Atlânticos, Landes, Gironde, Dordogne, Charente-Maritime e Charente.  Segundo o porta-voz da empresa de distribuição de eletricidade Enedis, várias aquipas foram mobilizadas com carácter de urgência para restabelecer o abastecimento, noticia a imprensa gaulesa. Mas tal ainda deverá demorar.

Durante esta manhã, a depressão Amelie está a mudar para o maciço central, para o centro e sul de França.

Nos Pirinéus Atlânticos os ventos sopram fortes, entre os 100 km/hora e os 130 Km/hora estando a estender-se para sul.

14 departamentos de França mantém-se em alerta laranja até amanhã.



Notícias relacionadas