Escolha as suas informações

Papa apela para o diálogo e solidariedade em Cuba
Mundo 18.07.2021
Cuba

Papa apela para o diálogo e solidariedade em Cuba

Cuba

Papa apela para o diálogo e solidariedade em Cuba

Foto: AFP
Mundo 18.07.2021
Cuba

Papa apela para o diálogo e solidariedade em Cuba

Lusa
Lusa
Após 10 dias no maior hospital católico de Roma, Francisco regressou à sua casa, na Cidade do Vaticano, em 14 de julho.

O Papa Francisco expressou hoje a sua preocupação pelos "momentos difíceis" que Cuba está a viver devido aos protestos e instou ao "diálogo e solidariedade" no país, após rezar o Angelus dominical da janela do Palácio Apostólico.

"Estou próximo do querido povo cubano nestes tempos difíceis, em particular das famílias, que são as que mais sofrem. Rezo ao Senhor para ajudar a construir em paz, diálogo e solidariedade uma sociedade cada vez mais justa e fraterna", disse o pontífice.


(FILES) In this file photo men ride on their bicycles near a poster of Cuban late leader Fidel Castro in Havana, on July 12, 2021. - The United States on July 13, 2021 urged Cuba to end internet restrictions imposed after unprecedented protests and renewed a call for the release of detained demonstrators. "We call on Cuba's leaders to demonstratate restraint (and) respect for the voice of the people by opening all means of communciation, both online and offline," State Department spokesman Ned Price told reporters. (Photo by YAMIL LAGE / AFP)
Cuba: um acidente entre a cabeça e o coração
Uma enorme ironia esta: o regime socialista implementado na ilha é, na verdade, o maior impulsionador do empreendedorismo da população, da iniciativa privada, de trocas comerciais desreguladas e de todo o tipo de negócios informais dos cubanos.

As palavras de Francisco foram proferidas perante centenas de fiéis e peregrinos que se deslocaram à Praça de São Pedro para a oração do Angelus, alguns com bandeiras cubanas, que aplaudiram enquanto escutavam o Papa.

Francisco retomou a sua habitual aparição dominical na janela do Vaticano para saudar os fiéis, duas semanas após uma cirurgia ao cólon, em 04 de julho.

Há uma semana, o Papa deu a bênção a partir de uma varanda do hospital.

Milhares de cubanos saíram às ruas no último domingo para protestar contra o governo comunista, num dia sem precedentes que resultou em centenas de detenções e vários confrontos.

Os protestos, os maiores desde o “Maleconazo” de agosto de 1994, ocorreram com o país caribenho mergulhado numa grave crise financeira e de saúde, com a pandemia da covid-19 fora de controlo e com uma séria escassez de alimentos, medicamentos e outros produtos básicos, além dos cortes de energia e Internet móvel.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.