Escolha as suas informações

Cronologia. Atentados contra cristãos em países africanos e asiáticos desde 2012
Mundo 2 min. 21.04.2019

Cronologia. Atentados contra cristãos em países africanos e asiáticos desde 2012

Cronologia. Atentados contra cristãos em países africanos e asiáticos desde 2012

Foto: AFP
Mundo 2 min. 21.04.2019

Cronologia. Atentados contra cristãos em países africanos e asiáticos desde 2012

Têm sido muitos os atentados contra cristãos em países africanos e asiáticos desde 2012.

Tem sido muitos os atentados contra cristãos em países africanos e asiáticos desde 2012.

8 de abril de 2012 - Um ataque com um carro-bomba fez 41 mortos no domingo de Páscoa, perto de uma igreja em Kaduna, no norte da Nigéria, região onde atua o grupo islamita Boko Haram.

15 março de 2015 - Um duplo atentado, durante uma missa de domingo, junto a duas igrejas localizadas num bairro cristão de Lahore, a maior cidade da província do Punjab, no Paquistão, fez 17 mortos e 70 feridos. O ataque foi reivindicado por um grupo talibã paquistanês.

4 de março de 2016 - Dezasseis pessoas, incluindo quatro freiras católicas estrangeiras, foram mortas em Aden, cidade portuária no Iémen, durante um ataque de homens armados ao hospício das Irmãs de Madre Teresa. O atentado foi atribuído ao Estado Islâmico.

27 de março de 2016 - Um atentado suicida num parque muito frequentado de Lahore, na zona leste do Paquistão, onde os cristãos celebravam a Páscoa, fez 75 mortos, incluindo várias crianças, e centenas de feridos. O atentado foi reivindicado pelo Jamaat-ul-Ahrar, fação do movimento talibã paquistanês.

11 de dezembro de 2016 - Um atentado suicida, reivindicado pelo Estado Islâmico, contra uma igreja ortodoxa copta no Cairo, capital do Egito, fez 29 mortos. O templo alvo do ataque é adjacente à catedral de São Marcos, sede do líder da igreja ortodoxa copta.

09 de abril de 2017 - Dois bombistas suicidas provocaram 45 mortos em ataques cometidos contra duas igrejas cristãs coptas, no domingo de Ramos, no norte do Egito, em Tanta e Alexandria. Os ataques foram reivindicados pelo Estado Islâmico.

26 de maio de 2017 - Um atentado em Minia, cerca de 250 quilómetros a sul do Cairo, no Egito, contra um autocarro que transportava peregrinos coptas que se dirigiam ao mosteiro de São Samuel, fez 29 mortos, incluindo várias crianças. O ataque foi reivindicado pelo Estado Islâmico.

27 de janeiro de 2019 - Pelo menos 21 pessoas morerram num duplo ataque durante uma missa na catedral de Jolo, a maior cidade da ilha do mesmo nome no sul das Filipinas. O ataque foi reivindicado pelo Estado Islâmico e as autoridades atribuíram-no à fação Ajang-Ajang, um grupo ligado aos islamistas de Abu Sayyaf.

Lusa


Notícias relacionadas