Escolha as suas informações

Covid-19. Von der Leyen abandona cimeira para entrar de novo em isolamento
Mundo 5 2 min. 15.10.2020

Covid-19. Von der Leyen abandona cimeira para entrar de novo em isolamento

Covid-19. Von der Leyen abandona cimeira para entrar de novo em isolamento

AFP
Mundo 5 2 min. 15.10.2020

Covid-19. Von der Leyen abandona cimeira para entrar de novo em isolamento

Telma MIGUEL
Telma MIGUEL
É a segunda vez que a presidente da Comissão entra em confinamento este mês. O cerco aperta nas instituições europeias: há uma comissária infetada e o Parlamento Europeu cancelou outra vez ida a Estrasburgo.

No momento em que os líderes reunidos na Cimeira Europeia (presencial em Bruxelas) discutiam o impasse das conversações do Brexit, Ursula von der Leyen abandonou a reunião no edifício da Rue de la Loi, para entrar em reclusão no seu apartamento no edifício do Berlaymont, do outro lado da rua.

“Fui informada que um membro do meu gabinete testou positivo para a covid-19 esta manhã”, escreveu no Twitter. E embora tenha testado negativo, von der Leyen salientou que “como precaução abandono imediatamente o Conselho Europeu para entrar em isolamento”.


"Marcha atrás". Tudo sobre o regresso das restrições aos países vizinhos
Alemanha, Bélgica e França, os países vizinhos do Luxemburgo estão a fazer "marcha atrás" na pandemia. Saiba as medidas em vigor em cada um deles.

A cimeira europeia que arrancou hoje, 15 de outubro, e termina amanhã ao fim do dia, tem quatro pontos principais na agenda. Hoje são discutidas as relações futuras entre o Reino Unido e a União Europeia, bem como as alterações climáticas e os novos objetivos de redução de emissões em 2030, entre 55% e 60%. Amanhã, dia 16, será discutida a situação epidemiológica na Europa e o plano de vacinação apresentado hoje, e, ainda, as relações e cooperação com África.

Esta cimeira deveria ter decorrido no final de setembro, mas foi adiada por o próprio presidente do Conselho, Charles Michel, ter entrado em isolamento após contacto com um segurança doente.

CE com medidas mais drásticas

A Comissão Europeia tomou recentemente medidas mais drásticas, aconselhando o staff a reduzir as viagens ao mínimo, após Ursula von der Leyen ter feito uma viagem polémica a Portugal após a qual teve que se isolar.


Ursula von der Leyen em quarentena após visita polémica a Portugal
A presidente da Comissão participou no Conselho de Estado onde também esteve Lopo Xavier, o antigo dirigente do CDS que testou positivo.

Atualmente, a comissária da Inovação, Mariya Gabriel, tem covid-19. E a comissária portuguesa Elisa Ferreira está em confinamento. Os vice-presidentes da Comissão Frans Timmermans e Valdis Dombrovskis e a comissária da Saúde, Stella Kyriakides já estiveram em reclusão após exposições de risco.

 Parlamento cancela ida a Estrasburgo

 Entretanto, a sessão de Estrasburgo da próxima semana do Parlamento Europeu (PE) foi novamente cancelada. A notícia foi hoje dada pelo presidente do PE, David Sassoli, e surgiu na sequência da decisão do governo francês de decretar o Baixo Reno em estado de alerta e de a situação epidemiológica em Bruxelas apresentar, igualmente, um risco acrescido.

 O regresso dos eurodeputados à sede da instituição esteve previsto até ontem ao fim do dia, embora com medidas de segurança, como número restrito de funcionários a fazer a viagem.


Parlamento Europeu cancela mais uma vez sessão em Estrasburgo
A decisão foi tomada após várias consultas e por a zona francesa estar classificada como de alto risco de transmissão de covid-19.

As sessões mensais na sede do PE em Estarsburgo - e a tradicional migração do staff de Bruxelas -  foram interrompidas em março. E apesar da pressão das autoridades francesas e do próprio presidente francês, Emmanuel Macron, David Sassoli tem estado relutante em autorizar a deslocação entre as duas cidades por risco acrescido de contaminação.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Xavier Bettel na reunião de líderes da UE que aprovou acordo para o Brexit
Os chefes de Estado e de Governo dos 27 apovaram esta manhã o projeto de acordo da saída do Reino Unido da União Europeia, anunciou Donald Tusk na cimeira extraordinária que teve lugar esta manhã em Bruxelas. A reunião, em que esteve também presente o primeiro-ministro do Luxemburgo, Xavier Bettel, demorou 38 minutos.
Xavier Bettel em Bruxelas, esta manhã.