Escolha as suas informações

Covid-19. Uma rapariga de 16 anos morreu em França
Mundo 26.03.2020

Covid-19. Uma rapariga de 16 anos morreu em França

Covid-19. Uma rapariga de 16 anos morreu em França

Foto: AFP
Mundo 26.03.2020

Covid-19. Uma rapariga de 16 anos morreu em França

Redação
Redação
Cerca de 365 pessoas morreram de coronavírus nas últimas 24 horas, em França.

Cerca de  365 pessoas, incluindo uma rapariga de 16 anos, morreram de coronavírus, nas últimas 24 horas, em França. 

Este é o maior número de mortes diárias no país desde o início da crise. 

 O diretor-geral de saúde francês, Jerome Salomon, revelou que quinta-feira, à noite, um total de 1.696 pessoas morreram do coronavírus em hospitais franceses. Um número que não inclui as vítimas que faleceram em casa ou em lares de idosos. 

Há 29.155 pessoas infetadas na França. O que representa um crescimento de 16% face ao dia anterior.

Até hoje, 3.375 pacientes estão em terapia intensiva de um total de 13.904 pessoas hospitalizadas em França.

O diretor-geral de saúde  revelou que uma rapariga de 16 anos tinha morrido na região de Ile-de-France em Paris, sem acrescentar mais detalhes sobre a vítima. Mas "as formas graves de coronavírus nos jovens são muito raras",  sublinhou o diretor-geral de saúde francês.


Polícia francesa ameaça parar controlos durante quarentena
Sindicatos reivindicam material de proteção pessoal, como máscaras, para continuarem a fazer operações de controlo durante o confinamento dos cidadãos.

Recorde-se que um conjunto de sindicatos da polícia francesa avisou quinta-feira o ministro do Interior, Christophe Castaner, de que podem vir a parar os controlos das situações de quarentena e isolamento, caso não tenham acesso a máscaras de proteção.  

No mundo já há meio milhão de infetados e quase 23 mil mortos.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Festival de Cannes adiado para o verão
A 73.ª edição do Festival de Cinema de Cannes, anunciada para 12 e 23 de maio, vai ser adiada para junho ou julho, devido à pandemia de Covid-19, anunciaram hoje os organizadores.