Escolha as suas informações

Covid-19. Quase 6 milhões de infetados e 2,5 milhões de curados no mundo
Mundo 2 min. 30.05.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Quase 6 milhões de infetados e 2,5 milhões de curados no mundo

Covid-19. Quase 6 milhões de infetados e 2,5 milhões de curados no mundo

AFP
Mundo 2 min. 30.05.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Quase 6 milhões de infetados e 2,5 milhões de curados no mundo

Lusa
Lusa
Os novos casos continuam a surgir diariamente no planeta. Os números mais elevados são registados nos EUA, Reino Unido, Itália, França e Brasil.

A pandemia provocada pelo novo coronavírus já causou a morte a pelo menos 364.362 pessoas e infetou mais de 5,9 milhões em todo o mundo, segundo um balanço da agência AFP baseado em dados oficiais dos países.

De acordo com os dados recolhidos pela agência de notícias francesa, até às 11h00 de hoje (10h00 em Lisboa), já morreram pelo menos 364.362 pessoas e há mais de 5.931.510 infetados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, em dezembro de 2019 na cidade chinesa de Wuhan.

Pelo menos 2.455.400 casos foram considerados curados.

A AFP adverte, porém, que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do total real de infeções, já que alguns países estão a testar apenas casos graves, e outros usam o teste como uma prioridade de rastreio, e muitos países pobres têm apenas capacidade limitada de rastreamento.


A covid-19 não gosta de cobre nem de calor
Muito menos os desinfectantes convencionais... No Reino Unido, uma equipa de cientistas conseguiu desvendar alguns dos segredos do novo coronavírus. A começar pela sua resistência a uma variedade de materiais e condições.

EUA continuam na liderança

Os Estados Unidos, que registaram a primeira morte ligada ao coronavírus no início de fevereiro, são o país mais afetado em termos de número de mortes e casos, com 102.836 e 1.747.087 casos, respetivamente.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Reino Unido, com 38.161 mortes e 271.222 casos, Itália com 33.229 mortes (232.248 casos), França com 28.714 mortes (186.797 casos) e Brasil com 27.878 óbitos (465.166 casos).

A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau), onde a epidemia começou no final de dezembro, contabilizou 82.999 casos (quatro novos entre sexta-feira e hoje), incluindo 4.634 mortes e 78.302 curados.

A Europa totalizou 177.043 mortes para 2.125.665 casos, Estados Unidos e Canadá 109.865 mortes (1.836.473 casos), América Latina e Caraíbas 48.643 mortes (928.758 casos), Ásia 15.504 mortes (511.698 casos), Médio Oriente 9.258 mortes (385.512 casos), África 3.917 mortes (134.856 casos) e Oceânia 132 mortes (8.555 casos).

Esta avaliação foi realizada com dados recolhidos pela AFP junto de autoridades de saúde e informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).


Covid-19. OMS recomenda fumadores a deixarem vício para prevenir situações graves na pandemia
Por ano, mais de oito milhões de pessoas morrem em todo o mundo devido ao tabagismo.

Portugal em 23º lugar quanto a óbitos

A AFP avisa que devido a correções pelas autoridades ou a publicação tardia dos dados, os valores de aumento de 24 horas podem não corresponder exatamente aos publicados no dia anterior.

Portugal, com 1.396 mortes registadas e 32.203 casos confirmados é o 23.º país do mundo com mais óbitos e o 28.º em número de infeções.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas