Escolha as suas informações

Covid-19. Número de vítimas mortais cresce no Brasil, EUA e México
Mundo 3 min. 23.06.2020

Covid-19. Número de vítimas mortais cresce no Brasil, EUA e México

Covid-19. Número de vítimas mortais cresce no Brasil, EUA e México

Foto: AFP
Mundo 3 min. 23.06.2020

Covid-19. Número de vítimas mortais cresce no Brasil, EUA e México

Redação
Redação
Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

O Brasil registou 654 mortos e 21.432 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, estando ainda a ser investigada uma eventual relação de 3.912 óbitos com a doença, informou hoje o executivo.

No total, o país sul-americano contabilizou 51.271 vítimas mortais e 1.106.470 pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus desde o início da pandemia.O Ministério da Saúde brasileiro explicou que 267 dos 654 óbitos ocorreram nos últimos três dias, mas foram incluídos nos dados de ho

No Brasil, 571.649 pacientes infetados pelo novo coronavírus já recuperaram e 483.550 doentes continuam sob acompanhamento

O executivo brasileiro informou ainda que a letalidade da covid-19 no Brasil, segundo país do mundo com mais mortes e também com mais casos confirmados, está hoje nos 4,6%.O país tem uma incidência de 24,4 mortes e 526,5 casos da doença por cada 100 mil habitantes, numa nação com uma população estimada de 210 milhões de pessoas.

O estado de São Paulo (sudeste) concentra hoje 221.973 casos de infeção e 12.634 mortes, sendo o foco da pandemia no país.Seguem-se as unidades federativas do Rio de Janeiro (sudeste), que acumula 97.572 infetados e 8.933 vítimas mortais, o Ceará (nordeste), que tem 94.158 casos confirmados e 5.604 mortes, e o Pará (norte), que contabiliza oficialmente 86.020 contágios e 4.605 óbitos devido à covid-19.

EUA com 425 mortes

Os Estados Unidos registaram mais 425 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, ultrapassando os 120 mil óbitos desde o início da pandemia, de acordo com um balanço da Universidade Johns Hopkins.

O último balanço aponta ainda para mais de 2,31 milhões infetados.

Diferentes estados norte-americanos levantaram boa parte das medidas de contenção. Nova Iorque, de longe a cidade mais afetada, deu mais um passo nessa direção na segunda-feira, com a reabertura ao público de negócios considerados não essenciais.

Ao mesmo tempo, vários estados do sul e oeste do país estão a registar um aumento no número de casos.

Entre eles, a Florida superou os 100 mil casos, três mil destes diagnosticados num único dia, na segunda-feira, disseram as autoridades de saúde locais.

Contudo, a curva do número de mortes associadas à covid-19 permanece estável no estado, com cerca de 3.170 mortes, 12 das quais registadas na segunda-feira.

O número total de óbitos causados pela pandemia nos Estados Unidos pode exceder o limite de 150 mil mortos, estimou na segunda-feira o Presidente norte-americano, Donald Trump, defendendo que "dois a quatro milhões de vidas" teriam sido perdidas se o país não tivesse tomado medidas para travar a propagação do novo coronavírus

México ultrapassa as 22 mil mortes

 O México registou 759 mortes devido à covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos desde o início da pandemia para 22.584, informaram as autoridades sanitárias.

Além destes óbitos, há ainda 1.874 mortes suspeitas que aguardam o resultado de testes laboratoriais.

Desde o início da pandemia no México, em fevereiro, o país contabilizou 185.122 casos confirmados com o novo coronavírus, com 4.577 novas infeções só nas últimas 24 horas.

O número mais elevado de casos confirmados registados num só dia foi de 5.662, tendo sido atingido em 18 de junho, enquanto o número mais elevado de mortes diárias até agora foi de 1.092, em 03 de junho.

Desde 28 de fevereiro, quando a pandemia começou naquele país, foram testadas 488.550 pessoas.

A Cidade do México, com 42.903 infeções, e o Estado do México, com 29.424, são as regiões com o maior número de casos confirmados, seguidos de Tabasco e Veracruz, com mais de oito mil cada.

As autoridades sanitárias mantêm 17 estados em alerta laranja, um nível de risco elevado, e os restantes 15 em vermelho, em perigo epidémico máximo.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 469 mil mortos e infetou quase nove milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias (AFP).


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas