Escolha as suas informações

Covid-19. Ministro francês da Economia e Finanças está infetado
Mundo 19.09.2020

Covid-19. Ministro francês da Economia e Finanças está infetado

Covid-19. Ministro francês da Economia e Finanças está infetado

Foto: AFP
Mundo 19.09.2020

Covid-19. Ministro francês da Economia e Finanças está infetado

Lusa
Lusa
É a quarto membro do governo francês que se encontra infetado.

 O ministro da Economia e Finanças de França, Bruno Le Maire, anunciou ter recebido um resultado positivo ao teste da covid-19, apesar de não apresentar sintomas, referindo que continua em funções, mas entrou em quarentena.

“Testei positivo para covid-19 esta noite. Isolei-me imediatamente na minha casa, de acordo com as regras de saúde do Governo”, afirmou o ministro, de 51 anos, numa mensagem divulgada no Twitter.

“Não tenho sintomas, [mas] permanecerei isolado durante sete dias”, acrescentou, sublinhando que, apesar disso, continua a exercer as suas funções.

Bruno Le Maire não é o primeiro membro do Governo francês a testar positivo para o novo coronavírus.

Em 9 de março, o ex-ministro da Cultura e atual ministro do Comércio Externo, Franck Riester, foi diagnosticado com a doença da covid-19.

Também a ex-secretária de Estado para a Transição Ecológica Brune Poirson e a atual, Emmanuelle Wargon, estiveram infetadas em março.

No início de setembro, o primeiro-ministro, Jean Castex, foi colocado em isolamento em Matignon, depois de ter estado em contacto com o diretor da Volta à França em Bicicleta, Christian Prudhomme, também infetado.

O primeiro-ministro saiu, no entanto, de quarentena na semana passada, depois de um novo teste à covid-19 ter apresentado resultado negativo.


Mais de 946 mil mortos e 30,2 milhões de infetados em todo o mundo
A pandemia do novo coronavírus já causou a morte a mais de 946 mil pessoas e infetou mais de 30,2 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP baseado em dados oficiais.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 946.727 mortos e mais de 30,2 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas