Escolha as suas informações

Covid-19. Mais de 33.000 mortes e quase 700.000 infetados
Mundo 3 min. 29.03.2020

Covid-19. Mais de 33.000 mortes e quase 700.000 infetados

Covid-19. Mais de 33.000 mortes e quase 700.000 infetados

Foto: AFP
Mundo 3 min. 29.03.2020

Covid-19. Mais de 33.000 mortes e quase 700.000 infetados

Lusa
Lusa
Entre o total de casos, pelo menos 137.900 pessoas são agora consideradas curadas.

A pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 33.244 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu em dezembro na China, segundo um balanço da AFP às 20:00 deste domingo, a partir de dados oficiais.

Segundo a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados mais de 697.750 casos de infeção pelo novo coronavírus, que provoca a doença covid-19, e a pandemia espalhou-se por 183 países ou territórios.

A AFP alerta que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do número real de infeções, já que um grande número de países está agora a testar apenas os casos que requerem atendimento hospitalar. Entre o total de casos, pelo menos 137.900 pessoas são agora consideradas curadas.

Desde a contagem feita às 20:00 de sábado, 3.241 novas mortes e 56.973 novos casos foram registados em todo o mundo. Os países com mais mortes nas últimas 24 horas foram a Espanha, com 838 novas mortes, a Itália (756) e os Estados Unidos (460).

A Itália, que teve a sua primeira morte ligada ao novo coronavírus no final de fevereiro, tem agora 10.779 mortes, em 97.689 casos. Só este domingo foram anunciados 5.217 novos casos e 756 mortes, enquanto 13.030 pessoas são dadas como curadas pelas autoridades italianas.

Depois da Itália, os países mais afetados são a Espanha, com 6.528 mortes, em 78.747 casos, a China continental, com 3.300 mortes (81.439 casos), o Irão, com 2.640 mortes (38.309 casos) e a França, com 2.606 mortes (40.174 casos).

A China (sem os territórios de Hong Kong e Macau), onde a epidemia começou no final de dezembro, registou de sábado para hoje 45 novos casos e mais cinco mortes. E indicou que 75.448 pessoas estão curadas.

Em número de casos, os Estados Unidos são o país mais afetado, com 132.637 contaminações, segundo os números oficiais, contabilizando ainda 2.351 mortes e 2.612 pessoas curadas.

Desde sábado às 20:00 (hora do Luxemburgo), o Uruguai, a Síria, a Bolívia, o Mali e a Nova Zelândia anunciaram as primeiras vítimas mortais ligadas ao vírus.

Por continentes, segundo a contagem da AFP, a Europa totalizava às 19:00 de hoje 23.864 mortes, para 382.943 casos. A Ásia tinha 3.792 mortes, para 105.573 casos. O Médio Oriente registava 2.727 mortes, para 47.310 casos. Os Estados Unidos e o Canadá tinham 2.414 mortes, para 138.880 casos. A América Latina e Caraíbas contavam 287 mortes, para 13.939 casos. A África tinha 142 mortes, para 4.569 casos, e a Oceânia 18 mortos, para 4.537 casos.

Esta avaliação foi realizada usando dados coletados pelos escritórios da AFP, das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial da Saúde.

No Luxemburgo, o número de mortes associadas à Covid-19 subiu hoje para 21. De acordo com o mais recente balanço, feito pelo Ministério da Saúde, há mais três mortos em relação a sabado, totalizando agora 21 mortos. Quanto aos infetados, o número subiu para 1.950 casos.   

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas