Escolha as suas informações

Covid-19. Madrid entra amanhã em nova fase de restrições
Mundo 20.09.2020

Covid-19. Madrid entra amanhã em nova fase de restrições

Covid-19. Madrid entra amanhã em nova fase de restrições

Foto: AFP
Mundo 20.09.2020

Covid-19. Madrid entra amanhã em nova fase de restrições

Redação
Redação
A polícia não multará nas primeiras 48 horas de controlos da nova fase de restrições em Madrid.

 Só na capital espanhola, 200 funcionários municipais vão dedicar-se a controlar as 26 áreas sanitárias básicas afectadas 

As medidas para conter o coronavírus que vão ser impostas a partir de amanhã em 37 zonas sanitárias da Comunidade de Madrid são de "uma dificuldade técnica muito grande", reconheceu este domingo o delegado do Governo, José Manuel Franco. 

Mais de 850.000 residentes de Madrid de oito municípios irão viver a partir de segunda-feira sob novas restrições, o que os aproximará do confinamento das piores semanas da pandemia. 

Os controlos policiais avançados aleatórios no sábado serão apenas informativos durante as primeiras 48 horas, explicou o Ministro da Justiça e do Interior, Enrique López. 

Os agentes policiais locais, apoiados pela Polícia Nacional, terão que controlar o cumprimento das medidas, embora, segundo o conselheiro, não imporão sanções nem na segunda nem na terça-feira.

Saiba quais são as novas medidas impostas:

1. Um milhão de testes rápidos (855.193) nas 37 áreas com maior incidência de coronavírus na Comunidade de Madrid. 

2. Restrição da mobilidade nos seis distritos da capital e nas áreas de sete municípios (Fuenlabrada, Humanes, Moraleja, Parla, Getafe, Alcobendas e San Sebastián de los Reyes) onde há mais transmissão do vírus.

 3. Os parques e jardins serão encerrados.

4. Lojas, bares, restaurantes, locais de culto e lazer permanecerão abertos, embora a capacidade seja reduzida em 50%. 

5. Reduz-se para um máximo de seis pessoas qualquer reunião realizada em toda a comunidade. 

6. Implementa-se um plano para assegurar o cumprimento das quarentenas dos infectados e para evitar "por todos os meios" a declaração do estado de alarme.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.