Escolha as suas informações

Jovens "gravemente doentes" nos hospitais do Reino Unido
Mundo 2 min. 25.07.2021
Covid-19

Jovens "gravemente doentes" nos hospitais do Reino Unido

Covid-19

Jovens "gravemente doentes" nos hospitais do Reino Unido

AFP
Mundo 2 min. 25.07.2021
Covid-19

Jovens "gravemente doentes" nos hospitais do Reino Unido

Redação
Redação
Especialista britânico apela à vacinação massiva dos jovens.

Os jovens estão a ficar "gravemente doentes", diz  Adam Finn do Comité Misto de Vacinação e Imunização do Reino Unido. "Tivemos pessoas com menos de 30 anos internados nos cuidados intensivos", acrescenta. O responsável apela, agora, a todos os jovens que sejam  vacinados. 

Adam Finn, da Universidade de Bristol, revela que houve cerca de 200 admissões, com uma idade média de 40 anos, nesta nova vaga da variante Delta. As restrições da covid foram aliviadas na segunda-feira no Reino Unido. O que se seguiu foram relatos e fotografias de discotecas apinhadas, cheias de pessoas sem máscaras ou sem respeitar o distanciamento social, que suscitaram o receio entre alguns especialistas de que as infecções pudessem surgir entre os jovens não vacinados. "Tivemos pessoas com menos de 30 anos na nossa unidade de cuidados intensivos. Isto nem sempre é trivial nos jovens adultos. Neste momento, há pessoas mais jovens a adoecer gravemente, pelo que esta é uma boa razão para pensar em tomar a vacina", acrescentou o especialista. 

"As vacinas reduzem não só o risco de contrair a infecção mas também de a transmitir a outras pessoas. A imunização vai reduzir o risco de propagação desta infecção entre os jovens e permitir-lhes voltar ao normal", sublinhou. Embora os jovens estejam geralmente em menor risco de contrair a covid, os especialistas advertiram que alguns, no entanto, festão a ficar muito doentes e podem desenvolver covid durante muito tempo. 

 Os últimos indicadores do Gabinete Nacional de Estatísticas revelam que o coronavírus em Inglaterra é agora em grande parte uma infecção entre os jovens adultos, com casos em jovens dos 16 aos 24 anos quase seis vezes mais comuns do que em pessoas dos 50 aos 69 anos. 

 A partir do final de Setembro, as pessoas em Inglaterra serão obrigadas a ter passaportes de vacinas domésticas - mostrando que receberam duas doses da vacina - para poderem entrar nas discotecas, bem como para o que é descrito como "outros locais onde se reúnem grandes multidões". Além disso, o governo está a considerar torná-los obrigatórios para eventos com mais de 20.000 participantes, incluindo jogos de futebol da Premier League, a partir de Outubro. 

No entanto, Finn questiona se tal abordagem funcionará. "Tem de ser feita com muito cuidado, disse ele. "Se as pessoas começam a sentir que estão a ser forçadas contra a sua vontade a fazer algo, então num sentido que é bastante prejudicial porque dá às pessoas a impressão [que] a vacinação é algo que lhes está a ser imposto a partir do exterior", sublinha.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Na última semana, as infeções aumentaram 50% no país, provocadas quase na totalidade pela mutação mais perigosa do vírus. O regresso após as férias está marcado pela ameaça de uma nova vaga da covid. Conheça as novas possíveis medidas e as explicações sobre os riscos da variante Delta.