Escolha as suas informações

Covid-19. Governo da Nova Zelândia afirma ter ganho a guerra ao coronavírus
Mundo 27.04.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Governo da Nova Zelândia afirma ter ganho a guerra ao coronavírus

Covid-19. Governo da Nova Zelândia afirma ter ganho a guerra ao coronavírus

Foto: AFP
Mundo 27.04.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Governo da Nova Zelândia afirma ter ganho a guerra ao coronavírus

Lusa
Lusa
País tem sido internacionalmente elogiado pela forma com está a lidar com a pandemia.

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, disse esta segunda-feira que o país venceu a batalha contra a covid-19, uma vez que se tem registado poucos casos de infeções locais no país.

"Não há grandes infeções locais na Nova Zelândia. Vencemos a batalha", disse Ardern, aos jornalistas em Wellington, acrescentando que está otimista de que o país vai continuar no caminho do sucesso.

"Para conseguir isso, precisamos rastrear os casos mais recentes. É como procurar uma agulha no palheiro", alertou, especificando que no 11 de maio será avaliado se as restrições serão novamente reduzidas.

A Nova Zelândia, um país que tem sido internacionalmente elogiado pela forma com está a lidar com a pandemia, registou desde domingo um novo caso de infeção no seu território insular ocupado por 5 milhões de habitantes.

Atualmente tem 1.122 casos confirmados do novo coronavírus, número que inclui 19 mortes, enquanto a taxa de transmissão é inferior a 0,4%, em comparação com a média internacional de 2,5%.

A partir das 23:59 de esta segunda-feira o Governo da Nova Zelândia baixará o nível de alerta 4, que estava em vigor há quatro semanas que determinava o encerramento de todas as atividades e a quarentena da população, para o nível 3.

Por esse motivo, a primeira-ministra pediu aos seus compatriotas que mantivessem medidas de distanciamento social durante a retomada parcial de certas atividades comerciais e das aulas.

Espera-se que um milhão de trabalhadores regresse aos locais de trabalho.

"Estamos a abrir a economia, mas não estamos a retomar a vida social das pessoas", alertou a primeira-ministra, pedindo aos moradores que permaneçam dentro das suas "bolhas" e reduzam os contactos com terceiros.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas