Escolha as suas informações

Covid-19. França à beira do terceiro confinamento
Mundo 3 2 min. 22.01.2021

Covid-19. França à beira do terceiro confinamento

Covid-19. França à beira do terceiro confinamento

AFP
Mundo 3 2 min. 22.01.2021

Covid-19. França à beira do terceiro confinamento

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
O perigo da propagação da nova variante inglesa no País levou o ministro da saúde francês a admitir a possibilidade de fechar de novo os franceses em casa "se a situação assim o exigir". Até agosto toda a população deverá estar vacinada.

A nova estirpe do Sars-CoV-2 detetada no Reino Unido, que é muito mais contagiosa e já se está a propagar pela Europa, pode obrigar a França a viver um terceiro confinamento. Se a situação piorar, especialmente com a disseminação da “variante inglesa” “poderemos ser obrigados a tomar medidas mais duras que poderão chegar a um confinamento, se a situação assim o exigir”, declarou ontem o ministro da Saúde francês Olivier Véran no programa “20 heures” da TF1.

Contudo, “ainda não estamos nessa fase”, garantiu o ministro esclarecendo que as medidas em vigor, sobretudo o recolher obrigatório a partir das 18 horas, está a surtir efeito tendo diminuído a taxa de incidência da covid-19 nos 15 departamentos onde foi implementado.

Nos dois últimos dias, as novas infeções diárias voltaram a aumentar, tendo o país registado dia 21 de janeiro, 22 848 novos casos e mais 346 óbitos. A França já se aproxima dos três milhões de infeções desde o início da pandemia, com 2 987 965 casos totalizados na quinta-feira, que provocaram mais de 70 mil mortes (71 998).


França distribui 'cheques psicólogos' grátis aos jovens em sofrimento devido à covid-19
Macron anunciou hoje que os estudantes afetados pela pandemia vão ter direito a consultas de psicologia gratuitas. Universitários ganham duas refeições por um euro.

Testes obrigatórios para viajantes

Perante a ameaça da nova variante inglesa, mas também da brasileira e da sul-africana, na Europa, a França e todos os países da União Europeia estão já a coordenar esforços para prevenir uma explosão de novas infeções no espaço europeu.

Na quinta-feira os líderes dos 27 reuniram-se em videoconferência e decidiram voltar a restringir as viagens não essenciais dentro e fora do continente.

Ontem à noite (dia 21) o presidente francês anunciou que vai ser obrigatória a apresentação de um teste PCR negativo a todo os viajantes que chegarem ao país, com exceção para as “viagens essenciais”. O teste tem de ser realizado até 72 horas antes da entrada em França.

Todos vacinados até agosto

Olivier Véran declarou também na TF1 que há capacidade para vacinar contra a covid-19 toda a população até agosto,  "se todas as vacinas encomendadas forem aprovadas pelas autoridades de saúde europeias e globais".

Até ao final deste mês, o ministro prevê que "provavelmente 1,3 a 1,4 milhões de pessoas sejam vacinadas. No final de fevereiro serão já "4 milhões de vacinados, 9 milhões em março, 20 milhões no final de abril, 30 milhões no final de maio, 43 milhões no final de Junho, 57 milhões no final de julho e 70 milhões, ou seja, toda a população francesa, no final de agosto".

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas