Escolha as suas informações

Covid-19. EUA registam 941 mortos nas últimas 24 horas
Mundo 12.06.2020

Covid-19. EUA registam 941 mortos nas últimas 24 horas

Covid-19. EUA registam 941 mortos nas últimas 24 horas

Foto: Thomas Frey/dpa
Mundo 12.06.2020

Covid-19. EUA registam 941 mortos nas últimas 24 horas

Lusa
Lusa
O país continua a registar cerca de 20.000 novos casos diariamente.

Os Estados Unidos registaram 941 mortos devido à covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total para 113.774 mil óbitos desde o início da pandemia, segundo a contagem realizada pela Universidade Johns Hopkins.

De acordo com os números contabilizados diariamente pela Universidade Johns Hopkins, sediada em Baltimore (leste), até às 20:30 de quinta-feira (02:30 de hoje no Luxemburgo) os Estados Unidos registam agora 2.021.990 de casos de contágio, sendo que cerca de 520 mil pessoas foram dadas como curadas.

O país continua a registar cerca de 20.000 novos casos diariamente.

Apesar do medo de uma segunda vaga no país o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, já alertou que o país não poderia "fechar a economia novamente".

"Acho que aprendemos que, se encerramos a economia, estamos a causar mais danos", acrescentou, explicando que os testes e a capacidade dos hospitais são agora suficientes para evitar mais confinamentos.

A pandemia de covid-19 já provocou cerca de 418 mil mortos e infetou mais de 7,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.


Covid-19.Portugal com 1.504 mortos e 35.910 infetados
A caracterização clínica indica que 415 doentes estão internados em hospitais, menos dois do que na terça-feira.

Em Portugal, morreram 1.504 pessoas das 35.910 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas