Escolha as suas informações

Covid-19. Espanha com 3.715 novos casos, número mais alto desde final de maio
Mundo 2 min. 19.08.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Espanha com 3.715 novos casos, número mais alto desde final de maio

Covid-19. Espanha com 3.715 novos casos, número mais alto desde final de maio

Foto: AFP
Mundo 2 min. 19.08.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Espanha com 3.715 novos casos, número mais alto desde final de maio

Lusa
Lusa
Cerca de 13o pessoas morreram de covid-19 nas últimas 24 horas no país.

Espanha diagnosticou 3.715 novos casos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, o número mais alto desde final de maio, e contabilizou 131 mortes associadas à doença covid-19 numa semana, divulgou hoje o Ministério da Saúde espanhol.

Das infeções detetadas nas últimas 24 horas, 1.535 (41%) foram registadas na região de Madrid, comunidade que também confirmou 25 novas vítimas mortais.

O País Basco (com 472 novos casos) e Aragão (466 novos casos) são as outras comunidades espanholas que também ultrapassaram a fasquia das 400 novas infeções nas últimas 24 horas.

Situação oposta está a ser verificada nas Ilhas Baleares (perto da costa leste de Espanha, no Mediterrâneo) que não registam nenhum caso de infeção pelo novo coronavírus há dois dias consecutivos.

Outro dado divulgado hoje pelo Ministério da Saúde espanhol é o número de doentes de covid-19 atualmente hospitalizados, indicador que subiu na última semana e voltou a ultrapassar a fasquia dos mil pacientes.

Neste momento, 1.336 pessoas estão internadas, das quais 346 estão em unidades hospitalares localizadas na zona de Madrid.

No que diz respeito às unidades de cuidados intensivos, 84 doentes foram admitidos nestes serviços na última semana.

Covid-19: Reino Unido regista 16 mortes e 812 infeções

Já o Reino Unido registou mais 16 mortes e 812 infeções da doença covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou hoje o Ministério da Saúde britânico. 

Na terça-feira tinham sido registadas 11 mortes e 1.089 infeções.

O balanço oficial acumulado de mortes de pessoas que testaram positivo passou para 41.396 óbitos, e o número de infeções diagnosticadas desde o início da pandemia de covid-19 é de 321.098 casos. 

Um dia após o anúncio da criação do Instituto Nacional para a Proteção da Saúde, que vai passar a ser responsável pelo combate a pandemias, substituindo a Direção Geral da Saúde em Inglaterra (Public Heath England), o ministro da Saúde, Matt Hancock prometeu testes em grande número ao novo coronavírus.

“A testagem em massa, a testagem da população, tornando normal que as pessoas façam o teste regularmente, permitindo-nos autorizar o retorno de algumas das liberdades, é um grande projeto do governo”, prometeu hoje, numa entrevista à BBC. 


Covid-19. Mais de 22 milhões de infetados em todo mundo
O coronavírus já matou mais de 780 mil pessoas em todo o planeta.

A pandemia da doença covid-19 já provocou pelo menos 781.194 mortos e infetou mais de 22,1 milhões de pessoas em todo o mundo, desde dezembro, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas