Escolha as suas informações

Covid-19. China sem registo de mortes há nove dias consecutivos
Mundo 24.04.2020

Covid-19. China sem registo de mortes há nove dias consecutivos

Covid-19. China sem registo de mortes há nove dias consecutivos

AFP
Mundo 24.04.2020

Covid-19. China sem registo de mortes há nove dias consecutivos

Lusa
Lusa
Também há três dias que o número de novos casos de infeção desce.

A China registou seis casos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, dois deles oriundos do exterior, e voltou a não ter novas mortes, informou hoje a Comissão de Saúde do país.

Trata-se do terceiro dia consecutivo que o número de novos casos na China desce e o nono sem mortos pela doença.

Três casos de contágio local foram detetados na província de Heilongjiang, no nordeste da China, onde se regista, desde a semana passada, um aumento de infeções causado por cidadãos chineses oriundos da Rússia. Outro caso foi registado em Guangdong, província adjacente a Macau, no sudeste da China.

Dois casos importados foram ambos diagnosticados em Xangai, a "capital" financeira da China.


Troca de ataques verbais entre China e Estados Unidos
Nas últimas semanas, vários governos ocidentais responsabilizaram a China pela pandemia. As autoridades chinesas acusam agora os Estados Unidos de hipocrisia por serem o país onde surgiu a SIDA, o H1N1 e a crise financeira de 2008.

O número de infetados ativos no país fixou-se em 915, entre os quais 57 em estado grave.

Desde o início da epidemia, a China registou, no total, 82.804 infetados e 4.632 mortos. Até ao momento, 77.257 pessoas tiveram alta.

As autoridades chinesas referiram que 728.590 pessoas que tiveram contacto próximo com infetados estiveram sob vigilância médica na China, entre as quais 8.362 permanecem sob observação.

708 mil doentes curados

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias France-Presse, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 190 mil mortos e infetou mais de 2,6 milhões de pessoas em 193 países e territórios.


Covid-19. Jornalista chinês há dois meses desaparecido publica vídeo nas redes sociais
Li Zehua havia sido visto pela última vez a 26 de fevereiro

Mais de 708 mil doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Coronavírus. Primeiro caso registado na Bélgica
As autoridades da Bélgica confirmaram hoje o primeiro caso no país do novo coronavírus (2019-nCoV) numa pessoa que foi repatriada da cidade chinesa de Wuhan, foco de um surto da doença, que já matou 426 pessoas.