Escolha as suas informações

Covid-19. Bélgica vai administrar vacina da AstraZeneca a maiores de 41 anos
Mundo 24.04.2021

Covid-19. Bélgica vai administrar vacina da AstraZeneca a maiores de 41 anos

Covid-19. Bélgica vai administrar vacina da AstraZeneca a maiores de 41 anos

Foto: Andreas Arnold/dpa
Mundo 24.04.2021

Covid-19. Bélgica vai administrar vacina da AstraZeneca a maiores de 41 anos

Lusa
Lusa
Anteriormente, a Bélgica apenas administrava a vacina da AstraZeneca em pessoas com mais de 56 anos.

As autoridades belgas decidiram reservar a vacina da AstraZeneca para pessoas com mais de 41 anos e administrar a vacina de Janssen sem limite de idade, na sequência de recentes avaliações emitidas pela Agência Europeia de Medicamentos.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, sigla em inglês), confirmou a segurança de ambas as vacinas, não sugerindo a sua restrição a qualquer grupo etário.

A decisão da Bélgica foi acordada pelos ministros federal e regionais de saúde numa conferência interministerial, na qual também confirmaram que as pessoas inoculadas com a primeira dose da vacina AstraZeneca vão recebê-la também na segunda, independentemente da idade, noticiou o jornal francófono Le Soir, citado hoje pela agência espanhola Efe.

Anteriormente, a Bélgica apenas administrava a vacina da AstraZeneca em pessoas com mais de 56 anos.

As autoridades belgas decidiram ainda integrar mulheres grávidas no grupo prioritário para a vacinação contra a covis-19.

Na sexta-feira, a EMA destacou que os benefícios da vacinação com a AstraZeneca continuam a superar os riscos em todas as faixas etárias, embora quanto mais idade tiver a pessoa, mais claros são os efeitos da proteção,

No que diz respeito à vacina Janssen, o regulador europeu também subscreveu esta semana a sua segurança, apesar de reconhecer a sua "possível ligação" com oito casos raros de tromboembolismo, por considerar que o equilíbrio entre os benefícios e o risco da vacina continua positivo.

O uso da vacina da AstraZeneca foi restringido na maioria dos países da UE devido a casos raros de trombose relacionados com a sua aplicação, sendo as suas doses administradas apenas a pessoas com mais de 50, 55 ou 60 anos, em muitos países.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.073.969 mortos no mundo, resultantes de mais de 144,6 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

De melhor esperança contra a covid-19 à luta da Europa pelas doses contratadas. A vacina que deixa o mundo está em suspenso: provoca coágulos mortais ou não?