Escolha as suas informações

Covid-19. América Latina com mais de 1,5 milhões de casos, mais de metade no Brasil
Mundo 12.06.2020

Covid-19. América Latina com mais de 1,5 milhões de casos, mais de metade no Brasil

Ativistas criam sepulturas simbólicas na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro

Covid-19. América Latina com mais de 1,5 milhões de casos, mais de metade no Brasil

Ativistas criam sepulturas simbólicas na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro
Foto: Fernando Souza/ZUMA Wire/dpa
Mundo 12.06.2020

Covid-19. América Latina com mais de 1,5 milhões de casos, mais de metade no Brasil

Lusa
Lusa
As consequências económicas do surto da covid-19 na América Latina preocupam as Nações Unidas.

Mais de 1,5 milhões de doentes com covid-19 foram diagnosticados na América Latina, que contabiliza 70 mil mortos, mais de metade no Brasil, segundo um balanço da agência de notícias France-Presse (AFP).

O Brasil é o segundo país no mundo com mais casos de contágio (mais de 802 mil, atrás dos Estados Unidos) e o terceiro com mais mortos (40.919, depois de EUA e Reino Unido).

Apesar da forte progressão da epidemia no maior país da América Latina, com 212 milhões de habitantes, foram reabertos centros comerciais no Rio de Janeiro e em São Paulo.

As consequências económicas do surto da covid-19 na América Latina preocupam as Nações Unidas.


Covid-19. Quase 7,5 milhões de infetados e mais de 417 mil mortos
Destes infetados, pelo menos 3.308.400 são considerados curados.

A pandemia "pode atrasar-nos 13 anos", advertiu Alicia Barcena, secretária-geral da Comissão Económica para a América Latina e as Caraíbas (CEPAL), citada pela AFP. "Temos de ver como evitar que a crise sanitária se transforme numa crise alimentar", acrescentou.

A pandemia de covid-19 já provocou cera de 418 mil mortos e infetou mais de 7,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas