Escolha as suas informações

Covid-19. Alemanha contabiliza mais de 250 mil casos desde início da pandemia
Mundo 07.09.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Alemanha contabiliza mais de 250 mil casos desde início da pandemia

Covid-19. Alemanha contabiliza mais de 250 mil casos desde início da pandemia

AFP
Mundo 07.09.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Alemanha contabiliza mais de 250 mil casos desde início da pandemia

Lusa
Lusa
Houve um aumento de 814 novos casos nas últimas 24 horas.

A Alemanha regista um total de 250.799 casos desde o início da pandemia de covid-19, dos quais cerca de 225 mil já foram considerados curados.

Segundo o Instituto Robert Koch (RKI), houve um aumento de 814 novos casos nas últimas 24 horas, faltando ainda assim os dados de duas das dezasseis regiões alemãs.

O número de vítimas mortais mantém-se inalterado, com um total de 9.325.

O presidente da República da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, realizou, no domingo, uma cerimónia oficial em memória das vítimas da covid-19, sublinhando que a morte causada por esta doença é “solitária”.

Steinmeier lembrou que muitos pacientes em hospitais e lares de idosos morreram sem o apoio ou companhia dos parentes, sem que os enlutados tivessem tido a oportunidade de se despedirem. “Precisamos de ajudar as pessoas a superar o luto e pensar em maneiras de expressar a nossa solidariedade”, frisou.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 880.396 mortos e infetou mais de 26,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


Covid-19. Mais 54 novas infeções no Luxemburgo
Nas últimas 24 horas não houve novas hospitalizações e continua sem haver registos de óbitos nem doentes nos cuidados intensivos.

No Luxemburgo,  registaram-se mais 54 novos contágios nas últimas 24 horas. 

Em Portugal, morreram 1.840 pessoas das 60.258 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas