Escolha as suas informações

Coreia do Norte: Insultos de Trump tornam ataque contra EUA “mais inevitável”, diz Pyongyang
Ri Yong Ho, ministro dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte, com António Guterres

Coreia do Norte: Insultos de Trump tornam ataque contra EUA “mais inevitável”, diz Pyongyang

AFP
Ri Yong Ho, ministro dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte, com António Guterres
Mundo 24.09.2017

Coreia do Norte: Insultos de Trump tornam ataque contra EUA “mais inevitável”, diz Pyongyang

O ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano disse no sábado aos líderes mundiais na ONU que o insulto de Donald Trump ao chamar “rocket man” a Kim Jong Un” torna um ataque cada contra os EUA “inevitável” .

O ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano disse no sábado aos líderes mundiais na ONU que o insulto de Donald Trump ao chamar “rocket man” a Kim Jong Un” torna um ataque cada contra os EUA “inevitável” .

Ri Yong Ho chamou ao Presidente norte-americano "uma pessoa mentalmente perturbada, cheia de megalomania e excesso de confiança", com o seu dedo no “botão nuclear”. E disse que as “palavras imprudentes e violentas" de Trump provocaram "a suprema dignidade" da Coreia do Norte e "contaminaram a sagrada arena das Nações Unidas”.

“Mais ninguém, exceto o próprio Trump, está numa missão suicida”, disse Ri na assembleia geral da ONU no sábado. “No caso de se perderem vidas inocentes nos Estados Unidos por causa deste ataque suicida, Trump vai ser o responsável”, afirmou.

Ri chamou à República Popular Democrática da Coreia – o nome oficial do seu país – “um estado com armas nucleares responsável”, advertindo que o seu regime irá “tomar medidas preventivas implacáveis” em caso de ataque dos EUA.

O ministro da Coréia do Norte referiu Trump "um jogador que envelheceu a usar velhas ameaças, fraudes e todo o tipo de esquemas para adquirir um pedaço de terra" e afirmou que ele próprio é ridicularizado pelo povo norte-americano que, entre outros nomes, lhe chama "Presidente do Mal”.

“Devido à falta de conhecimento comum básico e sentimento adequado, ele tentou insultar a suprema dignidade do meu país ao referi-lo como um ‘rocket’”, disse Ri.

“Ao fazer isto, contudo, ele cometeu um erro irreversível de tornar a visita dos nossos ‘rockets’ a todo o território dos Estados Unidos ainda mais inevitável", acrescentou.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas