Escolha as suas informações

Condutor que matou cinco pessoas em Trier poderá ficar em ala psiquiátrica
Mundo 11.08.2022
Justiça

Condutor que matou cinco pessoas em Trier poderá ficar em ala psiquiátrica

Justiça

Condutor que matou cinco pessoas em Trier poderá ficar em ala psiquiátrica

Foto: Harald Tittel/dpa
Mundo 11.08.2022
Justiça

Condutor que matou cinco pessoas em Trier poderá ficar em ala psiquiátrica

Redação
Redação
O homem que em dezembro de 2020 avançou com o seu carro em alta velocidade numa rua pedestre da cidade alemã enfrenta a possibilidade de ser condenado a prisão perpétua.

A defesa do condutor que, em dezembro de 2020, atropelou mortalmente cinco pessoas numa zona pedestre de Trier pediu para que o homem ficasse internado numa ala psiquiátrica fechada, durante a sessão do julgamento, que decorreu esta quinta-feira.


Pedido de prisão perpétua para autor de atropelamento mortal em Trier
O ataque aconteceu a 1 de dezembro de 2020 e fez cinco mortos.

Segundo a edição francesa do Luxemburger Wort, os advogados Martha Schwiering e Frank Kay Peter basearam-se na análise de um psiquiatra especialista de que o arguido sofre de esquizofrenia paranoide, o que lhe retira responsabilidade criminal. 

Assim, a defesa contesta o pedido de prisão perpétua, apresentado pelos advogados de algumas das vítimas e respetivos familiares, e pede clemência para o condutor de 52 anos, que no início de dezembro de 2020 avançou com o seu veículo, em alta velocidade e ziguezagueando, numa rua de pedestres, percorrendo quase um quilómetro e atingindo dezenas de pessoas. Morreram cinco e outras 15 ficaram feridas, incluindo um luxemburguês. 

Na altura, os investigadores consideraram tratar-se de um gesto deliberado.


Sobre as ruas de Trier abateu-se uma infinita tristeza
"Cinco mortos e 14 feridos não são só números", diz uma mulher no Hauptmarkt. "São uma dor tão forte que cala tudo à volta." Retrato de uma cidade que saiu à rua para prestar tributo às suas vítimas. E que depois mergulhou no silêncio.

Além de alguns dos advogados das vítimas, o Ministério Público de Trier também tinha pedido a prisão perpétua para o condutor, face à gravidade dos acontecimentos. Mas devido à doença mental do acusado, solicitou igualmente que este fosse colocado num hospital psiquiátrico.

O desfecho do julgamento, que começou há um ano, será conhecido na próxima terça-feira, 16 de agosto. 

O condutor está acusado de cinco homicídios e 18 tentativas de homicídio.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas