Escolha as suas informações

Começa a fase pública do 'impeachment' a Donald Trump
Mundo 13.11.2019

Começa a fase pública do 'impeachment' a Donald Trump

Começa a fase pública do 'impeachment' a Donald Trump

Foto: AFP
Mundo 13.11.2019

Começa a fase pública do 'impeachment' a Donald Trump

O processo de destituição do presidente norte-americano começa esta quarta-feira a ser transmitido pela televisão no dia em que os diplomatas William Taylor e George Kent prestam declarações no Congresso dos Estados Unidos.

Começa esta quarta-feira uma nova fase no processo liderado pelos democratas que pretende tirar Donald Trump da Casa Branca. As declarações de William Taylor e George Kent vão ser as primeiras a ser transmitidas em direto para todo o país a partir do Congresso. Este procedimento, de caráter excecional, que é uma espécie de julgamento parlamentar, pretende determinar se o presidente dos Estados Unidos cometeu algum crime ou má conduta no escândalo que envolveu o presidente ucraniano.

Esta é a quarta vez na história que os Estados Unidos ativam este mecanismo legal e, até agora, nenhum presidente foi destituído. Richard Nixon renunciou pelo caso Watergate antes da votação chegar à fase final no senado. Tanto Andrew Johnson (1865-1869) como Bill Clinton (1996-1999) superaram o processo sem perderem o mandato.

A investigação preliminar começou na Câmara dos Deputados a 24 de setembro, depois da denúncia das negociações do presidente Donald Trump com o atual presidente ucraniano para que o sistema de justiça deste país investigasse o democrata Joe Biden e o seu filho que tinha negócios na Ucrânia quando o pai era vice-presidente de Barack Obama. Joe Biden, que está na corrida à presidência norte-americana, é um dos mais fortes candidatos democratas a bater-se nas eleições com Donald Trump.

Até ao momento, todas as declarações tinham sido feitas à porta fechada, mas hoje a sala 1100 do Longworth House Building recebe a primeira sessão que deve parar o país. De acordo com o El País, Washington preparou-se para a ocasião como costuma fazer nos casos mais mediáticos com bares abertos mais cedo e com bebidas com desconto para acompanhar o direto como se fosse um evento desportivo.

As duas primeiras testemunhas são o embaixador em exercício na Ucrânia, William B. Taylor, e o alto funcionário do Departamento de Estado, George Kent, que já tinha prestado declarações em privado que foram, entretanto, tornadas públicas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

EUA. Embaixador acusa Trump de traição à nação
Embaixador interino dos Estados Unidos na Ucrânia afirmou no processo de destituição de Donald Trump que o presidente norte-americano tentou comprar o governo ucraniano com ajuda militar em troca de investigação ao filho do seu principal rival político, Joe Biden.
Donald Trump enfrenta pedido de destituição
Trump arrisca-se a ser o primeiro presidente dos EUA a ser destituido. Em causa as pressões do magnata norte-americano ao homólogo ucraniano para investigar os negócios de Joe Biden, potencial adversário nas eleições de 2020.