Escolha as suas informações

Cinzas do vulcão Cumbre Vieja poderão atingir a Madeira
Mundo 2 min. 20.09.2021
Alerta em Espanha

Cinzas do vulcão Cumbre Vieja poderão atingir a Madeira

Alerta em Espanha

Cinzas do vulcão Cumbre Vieja poderão atingir a Madeira

Foto: Arturo Jimenez/dpa
Mundo 2 min. 20.09.2021
Alerta em Espanha

Cinzas do vulcão Cumbre Vieja poderão atingir a Madeira

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
O vulcão entrou em erupção este domingo, em La Palma, nas Canárias.

As cinzas do vulcão Cumbre Vieja, que entrou em erupção, este domingo, na ilha de La Palma, nas Canárias, poderão atingir o arquipélago da Madeira, nos próximos dias.  

Esta é a consequência mais previsível da crise sismovulcânica que está a ser registada naquela ilha espanhola desde 11 de setembro e que culminou ontem com a erupção do vulcão.

Segundo a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), "os efeitos mais prováveis da erupção do Cumbre Vieja na Região Autónoma da Madeira estão associados ao transporte de cinzas vulcânicas e outros compostos químicos, designadamente CO2 e SO2". Contudo, refere o comunicado do IPMA, devido ao vento dominante do quadrante norte, dos próximos dias, não se prevê que o impacto para a região seja crítico.


Ilhas Canárias. Vulcão Cumbre Vieja entra em erupção
O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. As autoridades espanholas preveem retirar das zonas de La Palma mais expostas à erupção do vulcão Cumbre Vieja,, entre 5.000 e 10.000 pessoas, anunciou hoje a Guardia Civil.

Para já, o instituto de meteorologia português não estima que seja necessário interromper o tráfego aérea para as ilhas da Madeira e Porto Santo, como consequência das cinzas vulcânicas, mas informa que continuará a seguir a situação, em estreita ligação com os organismos espanhóis.

O vulcão Cumbre Vieja entrou, este domingo, em erupção depois de mais de uma semana em que foram registados mais de 1500 sismos na região. Ontem, adiantaram as autoridades locais, havia lava a sair de duas das cinco bocas do vulcão, que cruzaram a rodovia Tacande em direção às áreas povoadas de Alcalá e El Paraíso, entretanto evacuadas.

Os técnicos estão a analisar a evolução da erupção e os dados recolhidos para fazerem previsões para onde o magma possa avançar e decidir, em função disso, as próximas retiradas de população.

“Esperamos que a lava respeite, que seja benevolente e se dirija para o litoral, causando o mínimo de impactos possível”, afirmou ontem, citado pela agência Efe, o presidente do Cabildo de La Palma, Mariano Hernández Zapata, no encontro com a comissão do Plano de Emergência Vulcânica das Ilhas Canárias Zapata.

Ontem à tarde, tinha sido elevado o nível de emergência para vermelho nas localidades de Tazacorte, El Paso, Fuencaliente, Mazo e os Llanos de Aridane, onde residem 35 mil pessoas, tendo sido retiradas, pela Guardia Civil, cinco mil pessoas.  

As autoridades deixaram, também, o apelo à “responsabilidade e bom senso”, das pessoas para não se aproximarem da zona da erupção e causarem “problemas” nos trabalhos de evacuação.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sanchez, adiou a viagem para Nova Iorque, para participar na Assembleia Geral das Nações Unidas,  e visita hoje a ilha de La Palma "para acompanhar o desenvolvimento da situação ", referiu a assessoria de imprensa do governo, num comunicado, citado pela agência AFP.


  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. As autoridades espanholas preveem retirar das zonas de La Palma mais expostas à erupção do vulcão Cumbre Vieja,, entre 5.000 e 10.000 pessoas, anunciou hoje a Guardia Civil.