Escolha as suas informações

Cinco mortos devido às chuvas torrenciais no sudeste de Espanha
Mundo 14.09.2019

Cinco mortos devido às chuvas torrenciais no sudeste de Espanha

Cinco mortos devido às chuvas torrenciais no sudeste de Espanha

Foto: AFP
Mundo 14.09.2019

Cinco mortos devido às chuvas torrenciais no sudeste de Espanha

As chuvas torrenciais afetaram as regiões de Valência, Albacete, Alicante, e Múrcia, no Sul de Espanha. Pelo menos três das vítimas mortais ficaram presas nas viaturas em que seguiam.

As chuvas torrenciais que desde quinta-feira atingem o sudeste de Espanha já provocaram quatro mortos e forçaram à retirada de pelo menos 3.500 pessoas, fizeram transbordar do rio Segura em várias zonas e provocaram graves danos materiais e económicos.

Até esta manhã, as consequências mais graves da intempérie indicavam a morte de cinco pessoas: duas em Caudete (Albacete), na quinta-feira, e outras três na sexta-feira, uma delas em Almeria, em Baza (Granada) e Alicante.

O temporal obrigou ao encerramento de mais de 80 estradas (11 da rede principal) nas províncias de Valência, Alicante, Múrcia, Almeria e Albacete, à interrupção da circulação ferroviária em Múrcia e parcialmente em Valência, e à suspensão do tráfego aéreo em Almeria e Múrcia.

Com precipitações que ultrapassaram os 400 litros por metro quadrado em 48 horas em localidades como Orihuela, as chuvas persistentes afetaram vastas regiões das províncias de Múrcia, Alicante, Valência e Almeria.

A Agência estatal de meteorologia (AEMET) prevê que as chuvas se estendam no fim de semana à maioria do país, apesar de mais debilitadas.

As chuvas torrenciais, para além de provocarem perturbações nos transportes e fazer transbordar cursos de água, também obrigaram a evacuar localidades ribeirinhas.

Foram ainda suspensas as atividades escolares na capital de Almeria e noutros municípios vizinhos e as autoridades desaconselharam os habitantes de conduzir.

A porta-voz do Governo em funções, Isabel Celaá, e o ministro do Interior, Fernando Grande-Marlaska, transmitiram em nome do executivo a sua solidariedade aos familiares das vítimas e às centenas de milhares de pessoas afetadas pela intempérie.

O ministro pediu que as deslocações sejam reduzidas ao mínimo e apelou à população para se manter informada sobre as previsões meteorológicas e para que cumpra as indicações das autoridades.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas