Escolha as suas informações

Cinco membros da embaixada portuguesa expulsos da Rússia
Mundo 19.05.2022
Guerra na Ucrânia

Cinco membros da embaixada portuguesa expulsos da Rússia

Guerra na Ucrânia

Cinco membros da embaixada portuguesa expulsos da Rússia

Foto: Mikhail Metzel/Sputnik/AFP
Mundo 19.05.2022
Guerra na Ucrânia

Cinco membros da embaixada portuguesa expulsos da Rússia

Lusa
Lusa
Cinco funcionários da embaixada portuguesa em Moscovo receberam esta quinta-feira ordem de expulsão da Rússia, na sequência do que tem acontecido com outros países europeus durante esta semana, medida que o Governo português já repudiou, divulgou a diplomacia portuguesa.

A expulsão, que terá de acontecer no prazo de 14 dias, foi anunciada esta manhã à embaixadora de Portugal em Moscovo, Madalena Fischer, informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros português, em comunicado.

“O Governo português repudia a decisão das autoridades russas, que não tem qualquer justificação que não seja a simples retaliação” pela medida semelhante imposta por Portugal à Rússia na sequência da invasão da Ucrânia, afirma o ministério, na mesma nota.


Medida foi anunciada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, tutelado por Serguei Lavrov.
Rússia expulsa dois diplomatas finlandeses e deixa Conselho do Mar Báltico
A Rússia decidiu expulsar dois diplomatas finlandeses do país como retaliação por uma medida semelhante tomada por Helsínquia.

Rússia expulsa diplomatas franceses, espanhóis e italianos

A Rússia já tinha anunciado esta quinta-feira a expulsão de 27 diplomatas espanhóis e 24 italianos, em retaliação por medidas semelhantes adotadas por aqueles países a seguir à invasão da Ucrânia.

O anúncio da expulsão de italianos e espanhóis foi feito pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros russo poucos minutos depois de ter divulgado que iria também expulsar 34 diplomatas franceses e um dia depois de ter decidido expulsar dois diplomatas finlandeses.

O número de diplomatas espanhóis e italianos considerado agora ‘personas non gratas’ é idêntico ao dos diplomatas russos que os governos dos dois países europeus decidiram expulsar dos seus países em abril.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A crise diplomática originada pelo envenenamento do antigo espião Sergei Skripal e da sua filha Yulia já levou à ordem de expulsão de cerca de 300 diplomatas, segundo a contabilização da agência de notícias AFP.
Employees of the US Consulate and removal men load in a truck belongings and objects of the US Consulate in Saint Petersburg on March 31, 2018.
Russia on March 30, 2018 announced a mass expulsion of US diplomats and the closure of the US consulate in Saint Petersburg in retaliation to coordinated moves by Western countries to isolate Moscow in the wake of the poisoning of a former double agent in Britain. / AFP PHOTO / OLGA MALTSEVA
O chefe da diplomacia de Moscovo, Serguei Lavrov, disse hoje que a Rússia vai expulsar diplomatas britânicos em resposta à decisão de Londres que ordenou a saída de 23 diplomatas russos por causa do ataque contra o ex-agente russo no Reino Unido.
Sergei Lavrov.