Escolha as suas informações

Chile estende estado de emergência à região de Valparaíso depois de violentos protestos
Mundo 20.10.2019

Chile estende estado de emergência à região de Valparaíso depois de violentos protestos

Chile estende estado de emergência à região de Valparaíso depois de violentos protestos

Mundo 20.10.2019

Chile estende estado de emergência à região de Valparaíso depois de violentos protestos

Depois da capital, o governo chileno alargou o estado de emergência a Valparaiso, palco de protestos contra as desigualdades naquele país da América Latina.

O Governo do Chile estabeleceu um estado de emergência na região de Valparaíso no sábado à noite, depois de ter decretado o estado de emergência na capital, após os violentos protestos contra o aumento do preço do bilhete de metro.

"A partir das 00:00 (02:00 de domingo em Lisboa), é estabelecido um toque de recolher até as 07:00 (09.00 em Lisboa) na região de Valparaíso", disse o comandante-chefe da primeira zona naval

De la Maza observou ainda que os territórios insulares da Ilha de Páscoa e Juan Fernández, dependentes administrativamente da região de Valparaíso, estão excluídos dessas medidas excepcionais de segurança.

Os tumultos em Valparaíso começaram neste sábado como uma replica do que aconteceu na capital do Chile.

Os distúrbios que conduziram a esta decisão envolveram incêndios e saques.

O Presidente chileno, Sebastián Piñera, anunciou no sábado no Palácio La Moneda, sede do Governo, a suspensão do aumento dos preços do metro de Santiago do Chile, mas o Exército considerou mesmo assim ser necessário instituir o estado de sítio.

Os protestos populares provocaram nos dois dias incêndios ou danos graves em dezenas de estações de estações do metro, assim como em numerosos autocarros dos transportes públicos.

Os primeiros protestos contra a decisão de subida de preços decretada pelo Governo ocorreram de forma pacífica na segunda-feira e com o passar dos dias foram subindo de intensidade até se radicalizarem a partir de sexta-feira.

LUSA