Escolha as suas informações

Fotogaleria. Inundações na China obrigam milhares de pessoas a fugir
Mundo 7 21.07.2021
Cheias

Fotogaleria. Inundações na China obrigam milhares de pessoas a fugir

Cheias

Fotogaleria. Inundações na China obrigam milhares de pessoas a fugir

AFP
Mundo 7 21.07.2021
Cheias

Fotogaleria. Inundações na China obrigam milhares de pessoas a fugir

Zhenghzou, uma enorme metrópole situada a 700 km a sudoeste de Pequim, foi colocada esta terça-feira em alerta vermelho.

O mau tempo provocou muitos estragos na província de Henan, no centro da China, com inundações sem precedentes que mataram pelo menos 25 pessoas e obrigaram milhares a abandonar as suas casas.

A chuva fez transbordar os rios e fez colapsar o metro da cidade com dezenas de pessoas presas nas carruagens com água pela cintura. O temporal inutilizou estradas, fez suspender voos e obrigou 10 mil pessoas a protegerem-se em abrigos, como informou a agência chinesa Xinhua.

Segundo o China Daily, mais de 144 mil pessoas foram afetadas pela chuva que em Zhengzhou atingiu uns históricos 457,5 milímetros em 24 horas, um número sem precedentes nos últimos 60 anos, desde que há registos.

A televisão nacional CCTV divulgou imagens de ruas da cidade submersas por uma imensa corrente de água lamacenta, enquanto habitantes com água pelos joelhos empurravam os seus veículos por artérias inundadas.

O Presidente chinês Xi Jinping descreveu as inundações em Zhengzhou e outras cidades da província de Henan como "muito graves", com caudais fluviais em alguns rios a excederem os níveis de alarme e algumas barragens de reservatórios danificadas.

Depois de algumas estações subterrâneas do metro terem sido afetadas pelas inundações, o metropolitano de Zhengzhou suspendeu temporariamente o funcionamento. Também mais de 80 linhas de autocarros deixaram de funcionar, enquanto cerca de uma centena teve de ser temporariamente desviada.

Xi Jinping salientou que as autoridades devem colocar a proteção das vidas e bens das pessoas em primeiro lugar e assumir a liderança nas medidas de prevenção de inundações.

Barragem em risco de ceder

O exército chinês alertou na terça-feira para o risco iminente de rutura de uma barragem no centro da China, devastado por chuvas torrenciais sem precedentes nos últimos 60 anos, desde que há registos.

O comando regional do Exército Popular de Libertação explicou em comunicado que surgiu uma brecha de 20 metros na barragem de Yihetan, em Luoyang, na região de Henan, e advertiu de que "a barragem pode ceder a qualquer momento".

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.