Escolha as suas informações

Chanceler alemão acredita que "Putin não vai vencer a guerra na Ucrânia"
Mundo 26.05.2022
Guerra na Ucrânia

Chanceler alemão acredita que "Putin não vai vencer a guerra na Ucrânia"

Guerra na Ucrânia

Chanceler alemão acredita que "Putin não vai vencer a guerra na Ucrânia"

Foto: AFP
Mundo 26.05.2022
Guerra na Ucrânia

Chanceler alemão acredita que "Putin não vai vencer a guerra na Ucrânia"

AFP
AFP
Para Olaf Scholz, o presidente russo já "falhou todos os objetivos estratégicos" a que se propôs.

O Chanceler alemão, Olaf Scholz, disse esta quinta-feira que acredita que a Rússia não vai sair vencedora do conflito na Ucrânia. "O nosso objetivo é claro: Putin não deve vencer esta guerra. E estou convencido de que ele não a vencerá", disse durante um discurso no Fórum Económico Mundial em Davos, Suíça. 


Putin visita pela primeira vez soldados russos feridos
Dirigindo-se a um deles, o Presidente russo afirmou que o seu filho de nove meses “ficará orgulhoso do pai”. O ministro da Defesa, Serguei Choigu, também esteve presente.

Putin, que lançou a invasão da Ucrânia há mais de três meses, "já falhou os seus objetivos estratégicos", afirmou o Chanceler, acrescentando ainda que uma invasão de toda a Ucrânia parece "mais remota hoje do que no início da ofensiva". Isso deve-se tanto à "impressionante" resistência das forças ucranianas como à "reação dos aliados ocidentais", que impuseram sanções sem precedentes contra Moscovo e apoiaram Kiev, incluindo militarmente. 

No entanto, Shcolz garantiu que "não estamos a fazer nada que possa trazer a NATO para a guerra. Porque isso significaria um confronto direto entre as potências nucleares". É antes "uma questão de fazer Putin compreender que não será ele a ditar a paz. A Ucrânia não a aceitará, nem nós", insistiu. No entanto, o Presidente russo ainda não está nesse ponto de entendimento e, para o chanceler, "Putin só negociará seriamente a paz se se aperceber que não pode quebrar a resistência da Ucrânia". 

Atualmente, os combates estão concentrados no leste do país, onde o exército russo tenta tomar a cidade de Severodonetsk. O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, apelou na quarta-feira para que sejam enviadas mais armas pesadas para responder ao poder de fogo russo.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas