Escolha as suas informações

Chamada entre Biden e Putin devolve Estados Unidos a acordo de contenção nuclear
Mundo 27.01.2021

Chamada entre Biden e Putin devolve Estados Unidos a acordo de contenção nuclear

Chamada entre Biden e Putin devolve Estados Unidos a acordo de contenção nuclear

Foto: AFP
Mundo 27.01.2021

Chamada entre Biden e Putin devolve Estados Unidos a acordo de contenção nuclear

Bruno Amaral de Carvalho
Bruno Amaral de Carvalho
A primeira conversa telefónica entre os dois líderes serviu para abordar diferentes questões entre Moscovo e Washington.

De acordo com uma declaração do Kremlin, Putin felicitou Biden pelo início do seu mandato e salientou que a normalização das relações entre os dois países serviria os seus interesses e, "tendo em conta a sua responsabilidade especial pela manutenção da segurança e estabilidade no mundo, [os interesses de] toda a comunidade internacional".

Os dois líderes "expressaram a sua satisfação com a troca de notas diplomáticas de hoje sobre a obtenção de um acordo" sobre a extensão do Tratado de Redução de Armas Estratégicas, também conhecido como START III. O Kremlin afirmou que ambas as partes vão concluir nos próximos dias "todos os procedimentos necessários, que assegurarão a continuação do funcionamento deste importante mecanismo jurídico internacional de limitação mútua de arsenais" de mísseis nucleares.

Em cima da mesa estiveram também "questões atuais da agenda bilateral e internacional", como a retirada unilateral dos Estados Unidos do Tratado de Céu Aberto, o "problema da preservação" do Plano de Ação Global Conjunto (JCPOA) sobre o programa nuclear iraniano, a resolução da situação na Ucrânia e a iniciativa russa de realizar uma cimeira de membros do Conselho de Segurança da ONU. 

Putin e Biden também "consideraram as possibilidades de cooperação" na luta contra a pandemia do coronavírus, bem como em outras áreas, incluindo o comércio e a economia. "Em geral, a conversa entre os líderes russo e norte-americano foi de carácter profissional e franco. Foi acordado manter os contactos", pode ler-se na declaração do Kremlin.

A conversa entre os dois líderes foi também comentada pela porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki. "[Biden] chamou o Presidente Putin esta tarde com a intenção de discutir a nossa vontade de prolongar o START III por cinco anos e também de reafirmar o nosso forte apoio à soberania da Ucrânia face à agressão implacável da Rússia e também de levantar questões preocupantes", declarou Psaki.

"A sua intenção era também deixar claro que os EUA actuarão firmemente em defesa dos nossos interesses nacionais e em resposta às ações malignas da Rússia", acrescentou a porta-voz. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.