Escolha as suas informações

Casa Branca cancela cimeira com Kim Jong-un

Casa Branca cancela cimeira com Kim Jong-un

Foto: AFP
Mundo 24.05.2018

Casa Branca cancela cimeira com Kim Jong-un

"Tremenda ira e hostilidade aberta" da parte da Coreia do Norte foi o argumento usado pela Administração Trump.

A Casa Branca acaba de anunciar que a cimeira entre Donald Trump e Kim Jong-un, agendada para 12 de junho em Singapura, foi cancelada.

De acordo com a imprensa norte-americana, os motivos invocados para o cancelamento são a "tremenda ira e hostilidade aberta" da parte da Coreia do Norte.

A mesma fonte acrescenta que o líder norte-coreano já foi informado da decisão através de carta.

Nos últimos dias, o tom da confrontação verbal voltara a subir, depois de a Coreia do Norte ter contestado a realização de exercícios militares conjuntos entre os EUA e a Coreia do Sul.

Choe Son-hui, vice-ministro norte-coreano dos Negócios Estrangeiros, voltou a deixar um aviso aos norte-americanos, referindo que "podem enfrentar uma tragédia aterradora".

Respondendo às dúvidas colocadas por Trump sobre a realização da cimeira entre os dois países em Singapura, a 12 de junho, mas também a comentários de outros responsáveis da Administração dos EUA, como o vice-presidente Mike Pence, sobre a possibilidade de Kim Jong-un ter um destino "semelhante ao de Kadhafi", o vice-ministro acrescentou: "Se os Estados Unidos se encontram connosco numa sala ou num duelo nuclear, essa decisão depende apenas dos próprios Estados Unidos", disse, citado pelo diário The Guardian.

"Não vamos mendigar por diálogo com os Estados Unidos, nem dar-nos ao trabalho de os convencer se não quiserem sentar-se à mesa connosco", sublinhou Choe Son-hui.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas