Escolha as suas informações

Canadá vai dar residência permanente a 90 mil trabalhadores da linha da frente
Mundo 26.04.2021 Do nosso arquivo online

Canadá vai dar residência permanente a 90 mil trabalhadores da linha da frente

Canadá vai dar residência permanente a 90 mil trabalhadores da linha da frente

Foto: AFP
Mundo 26.04.2021 Do nosso arquivo online

Canadá vai dar residência permanente a 90 mil trabalhadores da linha da frente

Lusa
Lusa
O governo canadiano sublinha que a imigração "continuará a ser vital para a recuperação económica do país" ao corresponder à falta de mão de obra.

O Canadá anunciou que vai atribuir a residência permanente a 90 mil trabalhadores essenciais e a graduados internacionais que estejam a "contribuir para a economia canadiana".

"A pandemia deu visibilidade às incríveis contribuições dos recém-chegados. Estas novas políticas ajudarão aqueles com situação legal temporária a planearam o futuro no Canadá", afirmou Marco Mendicino, em comunicado.

O ministro da Imigração, Refugiados e Cidadania do Canadá, enviou ainda uma mensagem a todos aqueles que se encontram no país numa situação temporária, que "pelas suas contribuições duradouras", o governo pretende que "permaneçam no país".

Esta medida vai permitir que os trabalhadores estrangeiros temporários e graduados internacionais, que já se encontram no Canadá, com qualificações e experiência profissional, possam “ajudar a combater a pandemia e acelerar a recuperação económica do país”.

A nota enviada pelo ministério da Imigração refere que a medida abrange os trabalhadores estrangeiros temporários empregados em hospitais, lares da terceira idade e em outros setores essenciais.

Os candidatos devem possuir pelo menos de um ano de experiência laboral no Canadá numa profissão do setor da saúde, ou outra ocupação essencial pré-aprovada. Quanto aos graduados internacionais, devem ter terminado o programa de ensino pós-secundário canadiano dentro dos últimos quatro anos, não antes de janeiro de 2017

A partir do dia 6 de maio, o ministério da Imigração começará a aceitar 20 mil candidaturas para os trabalhadores temporários na área da saúde, 30 mil para outras ocupações essenciais, 40 mil para estudantes internacionais graduados numa instituição escolar canadiana.

Este processo de candidaturas funcionará até ao dia 5 de novembro de 2021, ou até atingirem os 90 mil novos residentes permanentes, admitidos nestes três modelos. Para promover as línguas oficiais do Canadá, serão também lançados três modelos de candidaturas à residência permanente destinados às comunidades francófonas ou candidatos bilingues.

O governo canadiano sublinha que a imigração "continuará a ser vital para a recuperação económica do país" ao corresponder à falta de mão de obra. O Canadá pretende em 2021 atribuir 401 mil novas residências permanentes.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.