Escolha as suas informações

Bruxelas: Nova ronda de conversações bilaterais sobre 'Brexit'
Mundo 19.02.2016

Bruxelas: Nova ronda de conversações bilaterais sobre 'Brexit'

O primeiro-ministro britânico David Cameron à conversa com o presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker

Bruxelas: Nova ronda de conversações bilaterais sobre 'Brexit'

O primeiro-ministro britânico David Cameron à conversa com o presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker
Foto: Reuters
Mundo 19.02.2016

Bruxelas: Nova ronda de conversações bilaterais sobre 'Brexit'

As negociações entre a União Europeia e o Reino Unido sobre as reformas reclamadas por Londres prosseguem hoje, com nova ronda de reuniões bilaterais marcada para as 11h, anunciou o Conselho Europeu.

As negociações entre a União Europeia e o Reino Unido sobre as reformas reclamadas por Londres prosseguem hoje, com nova ronda de reuniões bilaterais marcada para as 11h, anunciou o Conselho Europeu.

Depois das reuniões bilaterais, está previsto - para as 13h30 um "almoço britânico", para selar um acordo que agrade a todos os líderes da UE.

Hoje termina uma cimeira que o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, designou de "ou vai ou racha", depois de - esta madrugada - terem sido feitos "alguns progressos".

As reuniões bilaterais decorreram ao longo da madrugada, sendo retomadas às 11h.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, instou os parceiros a realizarem reformas em quatro áreas para fazer campanha pelo 'sim' no referendo sobre a permanência do seu país entre os 28.

Num esboço de conclusões da cimeira de chefes de Estado e do Governo indicavam-se alterações nos abonos de família, assim como a criação de um "mecanismo de alerta e salvaguarda" para "responder às situações de chegada de trabalhadores de outro Estado membro com uma magnitude excepcional por um longo período de tempo".

Outras questões em cima da mesa relacionam-se com a competitividade, a governação da zona euro e a soberania nacional.

Na quinta-feira, à chegada ao Conselho Europeu, o primeiro-ministro, António Costa, disse que seria "uma perda imensa" para Portugal se o Reino Unido saísse da União Europeia, mas salientou que a sua permanência não pode ser garantida sacrificando "as regras mais elementares da UE", sob pena de "a União deixar de ser uma união".

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Brexit: David Cameron anuncia demissão
O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou hoje a intenção de se demitir em Outubro, na sequência do referendo em que os britânicos decidiram pela saída do Reino Unido da União Europeia.
Britain's Prime Minister David Cameron leaves Number 10 Downing Street with his wife Samantha, to speak after Britain voted to leave the European Union, in London, Britain June 24, 2016.    REUTERS/Phil Noble