Escolha as suas informações

Bruxelas aperta o cerco e impõe novas restrições para evitar um novo confinamento
Mundo 27.09.2020

Bruxelas aperta o cerco e impõe novas restrições para evitar um novo confinamento

Bruxelas aperta o cerco e impõe novas restrições para evitar um novo confinamento

Mundo 27.09.2020

Bruxelas aperta o cerco e impõe novas restrições para evitar um novo confinamento

Face ao crescente número de infetados pelo novo coronavírus, a capital belga decidiu encerrar todos os restaurantes às 23 horas. De qualquer forma, as máscaras continuam a ser, apenas, "recomendadas".

À semelhança dos parceiros europeus, a Bélgica está a reforçar algumas restrições para minorar o impacto da chamada segunda vaga de contágios pelo novo coronavírus, em especial na capital, onde o número de infetados tem disparado nas últimas semanas. 

Apesar das máscaras de proteção continuarem a ser, apenas, "fortemente recomendadas", o país está a apertar o cerco em Bruxelas. A partir desta segunda-feira, os restaurantes são obrigados a fechar as portas até às 23 horas. As reuniões noturnas também voltam a estar proibidas para grupos de mais de 10 pessoas, entre as 23h e as 6h da manhã.

O objetivo do governo local é evitar um novo confinamento, numa altura em que os meios de comunicação belgas mostram que 9,5 em cada 100 testes em Bruxelas são agora positivos. 

De resto, aplica-se na capital belga a mesma legislação extraordinária desenhada para o resto do país. . 

A duração do isolamento em caso contacto próximo com uma pessoa infetada é reduzida, de 14 para sete dias. Além disso, o limite máximo de pessoas num evento privado único, como um jantar em casa, é aumentado para 10, não incluindo crianças.

Nos eventos públicos, mantém-se o limite de 200 pessoas em ambientes fechados e de 400 ao ar livre.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.