Escolha as suas informações

Brexit. Governo britânico terá mais 2,2 mil milhões para preparar saída sem acordo
Mundo 01.08.2019

Brexit. Governo britânico terá mais 2,2 mil milhões para preparar saída sem acordo

Brexit. Governo britânico terá mais 2,2 mil milhões para preparar saída sem acordo

Foto: AFP
Mundo 01.08.2019

Brexit. Governo britânico terá mais 2,2 mil milhões para preparar saída sem acordo

Os fundos adicionais para o ‘Brexit' vão ser aplicados na contratação de mais 500 guardas fronteiriços, no transporte e armazenamento de medicamentos e em campanhas de informação destinadas às empresas e aos cidadãos.

O governo britânico vai ter mais 2,2 mil milhões de euros para preparar a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) sem um acordo, anunciou o ministro das Finanças, Sajid Javid.

Os fundos adicionais para o ‘Brexit' vão ser aplicados na contratação de mais 500 guardas para as fronteiras, no transporte e armazenamento de medicamentos e em campanhas de informação destinadas às empresas e aos cidadãos.

O governo vai também aumentar o apoio consular aos britânicos residentes em países da UE e a capacidade de emissão de passaportes para evitar atrasos.

Metade do valor, 1,21 mil milhões de euros vão ser gastos imediatamente e o restante fica disponível como reforço, caso seja necessário.

Este novo financiamento junta-se aos 4,6 mil milhões de euros que o antecessor de Sajid Javid, Philip Hammond, já tinha atribuído para o mesmo efeito.

O anúncio é feito na sequência do compromisso do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, indigitado na semana passada, de "ligar o turbo" nos preparativos de um ‘Brexit’ sem acordo.

O sucessor de Theresa May tem reiterado a determinação em sair da UE no final do prazo previsto, a 31 de outubro, "aconteça o que acontecer", mas declarou-se disposto a negociar um acordo de saída sem a solução para a Irlanda do Norte.

A solução de último recurso, designada por ‘backstop’, pretende evitar uma fronteira física com a vizinha República da Irlanda e consiste em criar um "território aduaneiro comum", abrangendo a UE e o Reino Unido, no qual não haveria quotas ou tarifas para produtos industriais e agrícolas.

Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

May promete ser "ousada" para aprovar o Brexit
"Não vou simplesmente pedir aos deputados que reconsiderem outra vez [o mesmo acordo]. Pelo contrário, vou pedir-lhes que olhem para um acordo novo e melhorado com outro olhar - e para lhe darem o seu apoio", vincou, a ainda primeira-ministra do Reino Unido.
Que mais irá acontecer ao Brexit?
A União Europeia já pediu explicações a Londres, os até agora parceiros comunitário dos Reino Unido querem saber o que é que os súbditos de sua majestade querem mesmo, para poderem saber o que se segue. Veja aqui os cenários mais prováveis.