Escolha as suas informações

Brexit. Boris Johnson desafia lei e recusa adiar a saída do Reino Unido da UE
Mundo 19.10.2019

Brexit. Boris Johnson desafia lei e recusa adiar a saída do Reino Unido da UE

Brexit. Boris Johnson desafia lei e recusa adiar a saída do Reino Unido da UE

AFP
Mundo 19.10.2019

Brexit. Boris Johnson desafia lei e recusa adiar a saída do Reino Unido da UE

Primeiro-ministro desmarcou a votação do seu acordo depois de o Parlamento aprovar emenda que obriga Governo a adiar o Brexit.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, recusou pedir um adiamento do 'Brexit' previsto na lei, após ter sido aprovada uma proposta no parlamento para suspender o voto sobre o acordo de saída.

"Não vou negociar um adiamento, nem a lei me obriga a fazê-lo", alegou, acrescentando que "mais um adiamento seria mau para este país ou para União Europeia e mau para a democracia".

Depois de mais de cinco horas de debate, 322 deputados votaram pelo adiamento do Brexit. 

Os deputados aprovaram a emenda Letwin ao acordo, que obriga o primeiro-ministro a pedir uma extensão do prazo de saída do Reino Unido à União Europeia. Tudo porque a emenda suspende a aprovação do acordo até ser aprovada a legislação necessária para o aplicar.

A votação surge depois de cinco horas de debate. Nem os apelos de Theresa May valerem. A emenda que força o adiamento do Brexit foi aprovada com 322 votos a favor e 306 contra.

A iniciativa para suspender os efeitos da votação ao acordo foi apoiada pelo Partido Trabalhista e pelos outros países da oposição, apesar dos pedidos do governo para ser retirada.

com LUSA


Notícias relacionadas