Escolha as suas informações

Brexit: Acordo é o "melhor possível" numa situação triste e trágica, diz Juncker
Mundo 25.11.2018

Brexit: Acordo é o "melhor possível" numa situação triste e trágica, diz Juncker

Jean-Claude Juncker.

Brexit: Acordo é o "melhor possível" numa situação triste e trágica, diz Juncker

Jean-Claude Juncker.
Foto: AFP
Mundo 25.11.2018

Brexit: Acordo é o "melhor possível" numa situação triste e trágica, diz Juncker

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, disse hoje que o acordo para o ‘Brexit’ que hoje deve ser fechado entre os 27 e o Reino Unido é “o melhor possível”, salientando este é um dia triste e de tragédia.

“Eu votaria a favor deste acordo porque este é o melhor acordo possível”, disse Juncker em declarações à entrada para a reunião do Conselho Europeu extraordinário destinado a fechar os termos do acordo de divórcio com o Reino Unido e as futuras relações bilaterais.

“É um dia triste, ver um país como o Reino Unido sair da União Europeia não é um momento de jubilação, mas sim de grande tristeza, uma tragédia, e temos que fazer tudo para que este divórcio deva ser tão amigável quanto possível”, referiu ainda.

Questionado sobre um eventual ‘chumbo’ do texto pelo Parlamento britânico, o líder do executivo comunitário reiterou que “o acordo é este, é o único acordo possível e a UE não irá alterar a sua posição”.

Os chefes de Estado e de Governo dos 27 reúnem-se hoje em Bruxelas para validar o projeto do acordo de saída do Reino Unido da União Europeia e a declaração política da relação futura pós-‘Brexit’.


Notícias relacionadas

Asselborn compara Brexit a "pasta de dentes"
Na véspera da visita de Theresa May à França e à Alemanha, o ministro dos Negócios Estrangeiros luxemburguês não resisitiu a fazer uma piada sobre os ingleses na reunião dos chefes da diplomacia europeia, esta segunda-feira, no Luxemburgo.
Luxtimes , Konf Prepare4Brexit , Chambre de Commerce , Jean Asselborn Foto:Guy Jallay/Luxemburger Wort
Brexit. Parlamento rejeita quatro possíveis alternativas
Nem união aduaneira, nem acordo à moda da Noruega, nem segundo referendo, nem nova extensão do artigo 50 - todas as possibilidades foram derrotadas. Governo vai reunir-se esta terça-feira para decidir os próximos passos. May pode submeter acordo de saída pela quarta vez ao Parlamento.
John Bercow anunciou os resultados.
Que mais irá acontecer ao Brexit?
A União Europeia já pediu explicações a Londres, os até agora parceiros comunitário dos Reino Unido querem saber o que é que os súbditos de sua majestade querem mesmo, para poderem saber o que se segue. Veja aqui os cenários mais prováveis.