Escolha as suas informações

Brasil ultrapassa 300 mil mortes em pouco mais de um ano de pandemia no país
Mundo 24.03.2021

Brasil ultrapassa 300 mil mortes em pouco mais de um ano de pandemia no país

Brasil ultrapassa 300 mil mortes em pouco mais de um ano de pandemia no país

Foto: AFP
Mundo 24.03.2021

Brasil ultrapassa 300 mil mortes em pouco mais de um ano de pandemia no país

Lusa
Lusa
Nas últimas 24 horas, foram contabilizados 2.009 óbitos, número bastante inferior ao registado na terça-feira, dia em que o país alcançou o recorde trágico de 3.251 mortes num único dia.

O Brasil ultrapassou esta quarta-feira a marca das 300 mil mortes devido à covid-19 (300.685), cerca de 13 meses após o registo do primeiro caso de infeção no país, em fevereiro de 2020, informou o executivo.

Nas últimas 24 horas, foram contabilizados 2.009 óbitos no Brasil, número bastante inferior ao registado na terça-feira, dia em que o país alcançou o recorde trágico de 3.251 mortes num único dia.


Bolsonaro e a necropolítica
Já se sabia que o Brasil de Jair Bolsonaro era a política os três B: boi (fazendeiros), bíblia (evangélicas) e bala (armas). E todas se resumem à lei da morte. Uma crónica de Raquel Ribeiro.

O Brasil, que apenas nos últimos dois meses e meio somou 100 mil óbitos, tornou-se assim o segundo país a atingir a trágica barreira das 300 mil vítimas mortais da pandemia, depois dos Estados Unidos.

O total de vítimas da covid-19 no Brasil pode ser ainda maior, tendo em conta a subnotificação e óbitos que ainda aguardam confirmação dos testes ao novo coronavírus.

O país sul-americano teve ainda hoje o seu terceiro dia com mais infeções pelo novo coronavírus de sempre, após ter somado 89.992 diagnósticos, elevando o total para 12.220.011 casos positivos.

Os dados fazem parte do último boletim epidemiológico difundido pelo Ministério da Saúde brasileiro, que dá conta de uma taxa de incidência da doença no país de 143 mortes e 5.815 casos por 100 mil habitantes.

Tal como tem acontecido nas últimas semanas, o Brasil, com 212 milhões de habitantes, é, de longe, o país com maior número de vítimas mortais e de novos casos em 24 horas.


Brasil. Risco de falta de oxigénio em seis estados
As reservas de oxigénio destinadas à respiração artificial de pacientes gravemente afetados pela covid-19 atingiram níveis "preocupantes" em seis estados do Brasil, onde a pandemia está numa fase crítica, revelaram hoje fontes oficiais.

Estes números confirmam o Brasil como o país com mais mortes e infeções pelo novo coronavírus acumulados nos últimos dias, em todo o mundo, sendo a segunda nação com maior número total de óbitos e infeções, apenas atrás dos Estados Unidos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.735.411 mortos no mundo, resultantes de mais de 124,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas