Escolha as suas informações

Brasil. UE doa um milhão de euros em ajuda urgente para apoiar vítimas das inundações
Mundo 14.01.2022
Inundações

Brasil. UE doa um milhão de euros em ajuda urgente para apoiar vítimas das inundações

Inundações em Minas Gerais, Brasil, 2021-2022
Inundações

Brasil. UE doa um milhão de euros em ajuda urgente para apoiar vítimas das inundações

Inundações em Minas Gerais, Brasil, 2021-2022
Foto: Rodney Costa/dpa
Mundo 14.01.2022
Inundações

Brasil. UE doa um milhão de euros em ajuda urgente para apoiar vítimas das inundações

Lusa
Lusa
Nos últimos dois meses, fortes chuvas têm afetado vários municípios brasileiros, em particular nos estados da Bahia e Minas Gerais, onde provocaram mortes e avultados prejuízos.

A União Europeia (UE) vai mobilizar um milhão de euros em ajuda de emergência para apoiar as vítimas das inundações resultantes de chuvas torrenciais nos estados da Bahia e Minas Gerais, no Brasil, anunciou hoje a Comissão Europeia.

“A Comissão Europeia atribuiu um milhão de euros em fundos de emergência para responder às consequências das cheias no Brasil”, anunciou hoje o executivo comunitário em nota à imprensa.

Nos últimos dois meses, fortes chuvas têm afetado vários municípios brasileiros, em particular nos estados da Bahia e Minas Gerais, resultando em “consequências desastrosas para a população e na perda de casas, escolas e infraestruturas vitais”, contextualiza Bruxelas.


Itamaraju, Bahia
Inundações no Brasil. 11 mil pessoas retiradas das suas casas
Mais de 11 mil pessoas foram obrigadas a deixar as suas casas e 4.200 tiveram de ser apoiados pelas autoridades devido às inundações em 19 municípios do Estado brasileiro da Bahia, no nordeste do Brasil, informou a Proteção Civil.

A ajuda hoje anunciada visa, assim, “cobrir necessidades urgentes através do fornecimento de alimentos, água potável, abrigo e artigos domésticos”, acrescenta a Comissão Europeia.

Caberá aos parceiros humanitários gerir estes fundos e apoiar a população com serviços de saúde para também mitigar o risco de surtos de doenças.

Citado pelo comunicado, o comissário europeu da Gestão de Crises, Janez Lenarčič, aponta que a medida visa “assegurar uma resposta rápida às pessoas vulneráveis que enfrentam as consequências das inundações, em particular as que são forçadas a abandonar as suas casas em consequência da catástrofe”.

Pelo menos 24 pessoas morreram no estado brasileiro de Minas Gerais devido às chuvas fortes, que deixaram 341 cidades em situação de emergência e obrigaram 28.602 pessoas a saírem das suas casas.

O estado da Bahia, no nordeste do Brasil, também sofreu fortes chuvas entre novembro e dezembro. Neste estado, as tempestades mataram pelo menos 24 pessoas, deixaram dezenas de cidades submersas e forçaram quase 100 mil pessoas a deixar as suas casas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.